Arquivo da tag: prefeitura

A Soninha sabe que o sindicato denorex fez greve contra o direito das crianças terem creche o ano inteiro?

Será que a candidata Sonia Francine Gaspar Marmo (Soninha), candidata à prefeitura de São Paulo pelo PPS, já conseguiu apoio do seu colega vereador-professor-sindicalista-amiguinho-do-kassab (presidente do sindicato denorex) para o seu programa de educação para a Cidade de São Paulo?

Soninha defende uma escola pública aberta aos pais. Não somente abrir as quadras nos finais de semana, mas garantir uma efetiva participação dos alunos, das mães, dos pais, dos ex-alunos e da comunidade na gestão das escolas…
Isso parece pura ficção, pois o vereador-professor-sindicalista-amiguinho-do-kassab fez um pacto sinistro com o prefeito Gilberto Kassab para não divulgar os salários dos professores e nem mesmo publicar as notas de cada escola na Prova São Paulo… Parece que a contra-partida era não fazer greves… e que a prefeitura continuasse fazendo o desconto “associativo” diretamente no contra-cheque das professorinhas, sem nenhum ônus para o sindicato denorex…

No caso das creches, a Soninha defende que a prefeitura garanta vagas em creches, nem que tenha de pagar a matricula da criança em uma creche particular na falta de vagas em creches públicas…
Alguém deveria comunicar à Soninha que o seu colega vereador-professor-sindicalista-amiguinho-do-kassab é contra a prefeitura fazer convênios com associações para gerenciar creches… imagine, então, se o sindicato denorex vai apoiar uma proposta de comprar vagas em creches particulares…

Por último, mas não menos importante, vale lembrar que o seu colega vereador-professor-sindicalista-amiguinho-do-kassab teve a desfaçatez de liderar uma greve contra o direito das crianças terem creche o ano inteiro!!!

P.S.: mais um candidato que não falou da construção do Túnel da Vergonha no Jabaquara? Um túnel ilegal e inútil (só para carro particular) que vai custar mais de R$ 3 bilhões (10% do orçamento municipal), dinheiro suficiente para construir 3 mil creches, ou 600 escolas de ensino fundamental, ou 60 mil casas populares, ou 600 postos de saúde, ou 10 hospitais, ou 50 corredores de ônibus…

São Paulo, 1º de julho de 2012.
Mauro Alves da Silva
Coordenador do Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública
http://movimentocoep.ning.com/

Comentários desativados em A Soninha sabe que o sindicato denorex fez greve contra o direito das crianças terem creche o ano inteiro?

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Eleições 2012, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa, Professorzinho-santo

Paulinho e Russomano não sabem o que é a Progressão Continuada.


O Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública oferece mais 2 “bolsas de estudo” para mais 2 candidatos ignorantes à prefeitura da Cidade de São Paulo.
Progressão Continuada – Curso Rápido para candidatos ignorantes

A ignorância educacional dos pré-candidatos Paulinho da Força Sindical (PDT) e Celso Russumano (PRB) é assustadora, pois culpam a “Progressão Continuada” pela falência da escola pública, propondo a volta da famigerada reprovação escolar e covardemente colocando toda a responsabilidade nas costas dos alunos.

Vejam outras bobagens ditas pelo Paulinho da Força Sindical (PDT): (íntegra do vídeo aqui).
1) Diz que vai passar as escolas dos CEUs (Cetros Educacionais Unificados) para tempo integral..
Comentário COEP: Mais um ignorante que não sabe que os CEUs só tem escolinhas lá dentro para poder desperdiçar verbas da educação, dinheiro da educação sendo gasto até mesmo com bases da guarda municipal instalada dentro de alguns CEUs…
2) Contratar ex-jogadores profissionais de futebol, vôlei, basquete e natação (sic) para ensinar nossas crianças nos CEUs…
Comentário COEP: mais um que não sabe o que as crianças precisam de professores com vocação para o ensino…
3) Diz que vai construir uma escola profissionalizante em cada distrito de S.Paulo, para as crianças aprenderem uma profissão e terem um futuro melhor…
Comentário COEP: “as crianças” só podem trabalhar a partir dos 16 (dezesseis) anos… faltam creches e escolas, faltam professores, tem muitos”professores que faltam”, e o pré-candidato está preocupado em ensinar uma profissão para as “crianças” que, mesmo ficando 8 anos nas escolas, ainda assim não aprendem a ler nem escrever e nem a contar…

Vejam outras bobagens ditas pelo Celso Russumano (PRB): (íntegra do vídeo aqui).

1) Diz que vai “verticalizar as creches”…

Comentário COEP: achamos que ele quis dizer que vai construir creches em prédios de 2,, 3 ou mais andares, ignorando completamente que “creche” é muito mais que prédio, pois tem de ter espaços para as crianças brincarem ao ar livre; isso sem falar na questão da falta de profissionais vocacionados, profissionais que gostem das crianças e dos alunos e de ensinar…

2) “Pretendemos ter a primeira universidade municipal de São Paulo”…

Comentário COEP: alguém deveria informar ao pré-candidato que a Constituição Federal proíbe que os municípios invistam em outros níveis de ensino enquanto não atender integralmente ao ensino infantil e fundamental do ponto de vista da quantidade e da qualidade.

O também pré-candidato vereador Netinho de Paula (PcdoB) gravou um vídeo para o jornal Diário de São Paulo (veja aqui). Mas não disse nada sobre a “Progressão Continuada” e muito menos sobre o ensino/aprendizagem dos alunos. Netinho de Paulo falou as seguintes bobagens sobre Educação:
1) Diz que vai transformar cada escola em um “mini CEU”, construindo teatro, quadra coberta e piscina…
Comentário COEP: mais um candidato ignorando completamente o que é Educação e também ignorando a questão dos CEUs, os quais somente têm “escolinhas lá dentro” para que a ex-prefeita Marta Suplicy pudesse desviar recursos da Educação para a construção e a manutenção milionárias destes centros comunitários. O Movimento COEP vai oferecer bolsas de estudo para os candidatos ignorantes aprenderem que os CEUs foram idealizados como “centros eleitoreiros unificados” usando verbas da Educação.
2) “A gente vai trabalhar esta questão do salário do povo da educação”…
Comentário COEP: Aumento de salário só tem sentido se for para dedicação em tempo integral a uma única escola pública. Os professores e demais servidores da educação devem, então, ser avaliados pelo desempenho desta escola pública. Mas o vereador pré-candidato a prefeito ignora que os professores municipais nunca ficarão satisfeitos com os salários simplesmente porque não aceitam uma jornada integral em uma única escola pública e nenhum tipo de avaliação pública sobre o seu serviço prestado na escola. Foram os próprios professores que fizeram acordo com o ex-prefeito Paulo Maluf para uma jornada de “meio período” (25h semanais exclusivamente em sala de aula) para que pudessem ter também “um pezinho” na escola pública estadual

Por que será que os pré-candidatos não denunciam a conspiração do silêncio acordada entre prefeito Kassab e o sindicato “denorex” para a não divulgação dos salários dos professores e nem mesmo a nota das escolas na Prova São Paulo?

Por que a imprensa não cobra uma posição dos pré-candidatos em relação à construção do Túnel da Vergonha no Jabaquara? Um túnel ilegal e inútil (só para carro particular) que vai custar mais de R$ 3 bilhões (10% do orçamento municipal), dinheiro suficiente para construir 3 mil creches, ou 600 escolas de ensino fundamental, ou 60 mil casas populares, ou 600 postos de saúde, ou 10 hospitais, ou 50 corredores de ônibus…
Vereador mano-netinho (PCdoB): samba-da-laje ao invés de moradia popular.

São Paulo, 25/06/2012
Mauro Alves da Silva
Coordenador do Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública
http://movimentocoep.ning.com/

1 comentário

Arquivado em Alunofobia, Eleições 2012, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação

Chalita culpa os pais pelo fracasso da escola pública.

“Professor sofre muito. Como a família não faz a sua parte, a criança chega na escola absolutamente desprovida de valores”, diz Gabriel Benedito Isaac Chalita, deputado federal por SP e pré-candidato à prefeitura da Cidade de São Paulo pelo PMDB.

Mais uma vez o discurso místico da professorinha-santa-abnegada versus o aluno-capeta.

Não foi surpresa que esta famigerada entrevista do pré-candidato Gabriel Chalita tenha acontecido justamente em um blog que censura e expulsa as mães e pais de alunos de escolas públicas.
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/entrevista-com-gabriel-chalita-candidato-a-prefeitura-de-sp

É curioso notar que o jornalista não fez nenhuma cobrança sobre as graves denúncias que pesam sobre a gestão do ex-secretario de educação do Estado de São Paulo, muitas das quais publicadas no próprio blog:
– desperdício de R$ 2 bi na “má formação de professores”;
– Os R$ 4 milhões do caso das “antenas parabólicas”;
– a fazenda “doada” para a Canção Nova;
– seu aumento patrimonial (mais de 10 vezes, incluindo o apartamento de R$ 4,5 milhões)…

Gabriel Chalita fala na valorização do professor, mas ignora completamente o mau professor que está encostado na escola pública e que não tem o menor interesse em se capacitar.
Qual será a relação de Chalita com o mau corporativismo que impera nas escolas públicas? O sindicato “denorex” (parece, mas não é…) chegou a fazer uma greve contra a decisão do Poder Judiciário que determina a abertura das creches no meio do ano e no final do ano (professor tira férias… creche não tira férias!). Alem disso, os sindicalistas são contra a divulgação dos salários na Educação e nem mesmo aceitam a divulgação das notas das escolas na Prova São Paulo!!!

Chalita defende escola de tempo integral… Mas já combinou isso com os “russos”? com os sindicalistas? Pois eles não aceitam jornada integral e nem dedicação exclusiva a uma única escola… não aceitam serem avaliados pelo desempenho da escola onde vendem aulas… Preferem “manter os pezinhos” também na rede estadual, assim fica mais fácil enganar… Pergunte à ex-prefeita Erundina como é que atuou o sindicato “denorex” em 1992 quando foi aprovada a jornada de 30 horas semanais (20h em sala de aula e 10h extraclasse)… foi só o Paulo Maluf ganhar a eleição para que o sindicato “denorex” fechasse um acordo para reduzir a jornada para 25h exclusivamente em sala de aula, eternizando a escola de meio período(escola motel, nas palavras do saudoso Darci Ribeiro)…

Em relação às creches, Gabriel Chalita defende que sejam feitos convênios com associações… Será que ele sabe que o sindicato”denorex” é contra a política de convênios? E aí? Vai ficar ao lado das crianças e das mães? Ou vai ficar refém das “professorinhas-santas-abnegadas” que odeiam nossas pobres crianças das pobres escolas públicas paulistanas?

Pela entrevista, ficou evidente que o candidato Gabriel Chalita já fez a sua opção preferencial pelas professorinhas-santas-abnegadas; e que vai ignorar os alunos, as mães, os pais e suas entidades representativas. Aliás, exatamente como atuou na secretaria de educação de SP, quando não recebia as mães e nem os pais de alunos; e sonegava as informações sobre as violências praticadas por funcionários, professores e direção escolar contra os alunos.

Por último, mas não menos importante, sugerimos a todos os jornalistas independentes que façam a seguinte pergunta ao pré-candidato Gabriel Benedito Isaac Chalita: o senhor ainda acha normal professor xingar aluno de bicha? (leia aqui: “É normal professor chamar aluno de ‘bicha’, diz secretaria”, Jornal da Tarde – 24-03-2005).

São Paulo, 23 de junho de 2012.
Mauro Alves da Silva
Coordenador do Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública
http://movimentocoep.ning.com/

5 Comentários

Arquivado em Alunofobia, Impunidade, Professorinha-santa, Professorzinho-santo