Arquivo da categoria: Prêmio IgNóbil de Educação

Cremilda denuncia escola EE João Ramalho.


Cremilda Estella Teixeira denunciou abuso praticados pela escola estadual EE João Ramalho, São Bernardo do Campo/SP.
A direção escolar desrespeita os direitos dos pais e ainda faz denúncias por “desacato” na delegacia de polícia.

O programa Assembleia Popular é gravado todas as quartas-feiras na Assembleia Legislativa de SP e vai ao ar aos sábados, às 12h, pela TV Alesp.

Vídeo editado por Mauro Alves da Silva
http://movimentocoep.com
movimentocoep@yahoo.com

Comentários desativados em Cremilda denuncia escola EE João Ramalho.

Arquivado em Alunofobia, Bullying, Cartilha dos Corvos, Geraldo Alckmin, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa

Cremilda denuncia a Ouvidoria de Educação de SP.


Tribuna Livre – Assembleia Popular, 30-04-2014.
Cremilda Estella Teixeira denuncia a Ouvidoria da Educação de SP, a qual tem declarado que não recebe denúncias sem a procuração dos pais e também não informa o andamento das denúncias nem mesmo aos pais das crianças que prestaram queixas.

Vídeo editado por Mauro Alves da Silva,
mauro_gremio@hotmail.com

3 Comentários

Arquivado em Alunofobia, Cartilha dos Corvos, Geraldo Alckmin, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa, Professorzinho-santo

Programa Mais Reprovação ganha o Prêmio IgNóbil de Educação 2013.


“Mais Reprovação” atinge pobres e pretos.
“Pra gente falar o português claro: quando a gente tem estudos teóricos sobre isso, os reprovados sempre são os pobres e os pretos”.

O ilusionista prefeito Fernando Haddad e o seu secretário de educação César Rolando-Lero Callegari ganharam o Prêmio IgNóbil de Educação 2013 por conta do programa Mais Reprovação que vai ser implantado nas escolas municipais de São Paulo no ano de 2014.

A prefeitura de São Paulo está usando o nosso dinheiro para fazer a propaganda dando conta de que as escolas públicas municipais agora vão poder reprovar os alunos em 5 oportunidades ao longo dos 9 anos de escola!

Se alguém tem dúvidas sobre os objetivos do programa Mais Reprovação, vejam o que disse o Professor doutor Jesse Pereira Felipe, da Diretoria Regional de Educação de Pirituba, São Paulo/SP:
“Pra gente falar o português claro: quando a gente tem estudos teóricos sobre isso, os reprovados sempre são os pobres e os pretos”.

Essa deve ser a “homenagem” do Ilusionista Fernando Haddad e de seu secretário de enganação César Rolando-Lero Callegari para celebrar o Mês da Consciência Negra!

Fonte: Academia Real de Ciências Ocultas de Piratininga.

1 comentário

Arquivado em Alunofobia, Eleições 2012, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa, Professorzinho-santo

Creches conveniadas. Quem acredita no Papai “callegari” Noel? Manifestação no dia 4/7, 17h.

O secretário municipal de enganação criou uma “comissão especial” para estudar a situação das creches conveniadas… não resolveu a questão do aumento dos salários dos funcionários, nem do aumento da verba “per capita”, e mandou que cada creche conveniada se virasse para funcionar no “recesso”!

Quem acredita em Papai Noel ou no Coelhinho da Páscoa deve ficar em casa, quietinho, bonzinho, rezando e esperando que a “comissão especial” resolva todas as questões e embrulhe prá presente no Natal…

Quem não acredita nas lorotas do secretário de enganação deve apoiar as manifestações dos trabalhadores das creches conveniadas.

A próxima manifestação está marcada para 4 de julho, às 17h, na secretaria municipal de educação (Rua Borges Lagoa, 1230, Vila Clementino, metrô Santa Cruz).

Vale lembrar que a reunião do fórum chapa-branca está marcada para as 18h no mesmo local. Vários membros do fórum chapa-branca querem o fim das creches conveniadas e não aceitam que se aumente o repasse de verbas públicas para estas creches e nem para nenhum convênio… querem simplesmente acabar com as creches conveniadas!

Leiam também:

Prefeitura enrola diretores e funcionários das creches conveniadas de São Paulo. Nova manifestação 4 de julho, 17h, na SME. (aqui)

São Paulo, 4 de julho de 2013.
Mauro Alves da Silva
Coordenador do Movimento COEP – Comunidade de Olho na Escola Pública
http://movimentocoep.ning.com/

Exibições: 215

Tags: callegari, chapa-branca, conveniadas, creches, haddad, orlando

1 comentário

Arquivado em Alunofobia, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorzinho-santo

Novo prefeito Haddad e o seu secretariado de derrotados e mortos-vivos.

O “novo” secretariado anunciado pelo prefeito eleito Fernando Haddad parece mais um uma refilmagem de clássicos filmes “B”: uma mistura da “volta dos mortos-vivos” (gestão Marta Suplicy –2001-2004) com “a vingança dos derrotados” (perdedores ns eleições de 2012).

Como será possível apresentar novas propostas com figuras já conhecidas da desastrosa gestão da ex-prefeita Marta Suplicy, a qual perdeu a indicação de candidata justamente para o Fernand Haddad?

Pior que os novos velhos nomes indicados, só mesmo o leque dos derrotados que estão sendo indicados:
– Saúde – indicação de um político de Diadema cujo grupo perdeu a eleição para a prefeitura. Será que vão implantar a farsa do “quarteirão da saúde”, um quadrilátero que tem todas as especialidades médicas, mas que faltam médicos?
– Educação – derrotado em Taboão da Serra, o novo secretário vai implantar seu projeto-enganação da “professorinha visitadora”? Ao invés de professor em sala de aula, este sociólogo prega que as professorinhas ganhem para visitar aos alunos nas casas de seus pais… será que este sociólogo vai exigir que o a prefeitura cumpra o gasto mínimo com educação e que seja divulgada as notas das escolas na Prova São Paulo?
Será interessante ver como agirá o novo secretário quando a rede municipal de educação receber os alunos deficientes rejeitados de Taboão da Serra, prática que já ocorria quando ele era secretário de educação naquele município vizinho…

leia o artigo completo aqui.

São Paulo, 4 de dezembro de 2012.
Mauro Alves da Silva
http://blogdomaurosilva.wordpress.com/

Comentários desativados em Novo prefeito Haddad e o seu secretariado de derrotados e mortos-vivos.

Arquivado em Alunofobia, Eleições 2012, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa, Professorzinho-santo

Prêmio IgNóbil de Educação 2012 – vote na lista final e concorra a brindes.

Prêmio IgNóbil de Educação 2012 – vote na lista final e concorra a brindes.

1. Escola pública Maria Tomázia Coelho(Florianópolis, em Santa Catarina) – mandou aluna para a delegacia de polícia depois que ela denunciou mazelas da escola em site;

2. Escola estadual Reverendo Augusto da Silva Dourado(Sorocaba, SP). A escola fraudou as notas dos alunos no Saresp. Todos os alunos tiraram nota 10 em matemática! Melhora da nota garantiu bônus aos professores, funcionários e direção escolar;

3. Partido Democratas– por sua famigerada ação judicial no Supremo Tribunal Federal contra as cotas raciais nas universidades públicas. Apesar da advogada do DEM dizer que Neguinho da Beija-flor é eurodescendente e impossível dizer quem seria negro, a ação do DEM foi rejeitada por unanimidade no STF;

4. Colégio São Bento(Rio de Janeiro – RJ) continua as aulas normalmente após aluno de 12 anos cair do 5ºandar do prédio da própria escola (aluno seria vítima de bullying);

5. Caic (Centro de Atenção Integral à Criança) Unesco de São Sebastião(Brasília) – portão de ferro cai em cima de aluno cego de 11 anos… vice-diretora culpa as crianças, elas ficariam se balançando no portão;

6. Secretaria Estadual de Educação de SP– descumpre a Lei de Acesso à Informação e cobra R$ 20 e mais R$ 2 por página dos alunos, mães, pais e comunidade que querem ter acesso aos documentos escolares (regimento interno, calendário escolar etc);

7. Sindicato de professores do Estado de São Paulo– fizeram Greve do Ócio para receber em dobro o horário em que ficam fora da sala de aula;

8. Sindicato dos professores da cidade de São Paulo– Creve contra as criança, para fechar as escolas das crianças pequenas em dezembro e janeiro;

9. Escola Estadual Geraldo Melo(Maceió – Alagoas) – Alunos são revistados pela polícia dentro da sala de aula em busca de drogas e armas… As professorinhas-santa não são revistadas;

10. Colégio Objetivo(São Paulo, SP) – por sua propaganda enganosa ao dizer que seu sistema de ensino é primeiro lugar no ENEM, omitindo a informação de que criaram uma escola com uma única classe e com alunos escolhidos a dedo…. Não ganhou em 2011… continua enganando e concorrendo em 2012;

11. Escola Municipal Infantil Bidu(Taboão da Serra, SP) – faz propaganda do “professor-visitador” (vai até a casa dos alunos), enquanto que deixa crianças de 5 anos sozinhas na sala de aula (TV de 29 polegadas cai em cima de criança de 5 anos dentro da sala de aula)…

Você também pode indicar outros “candidatos” ao Prêmio IgNóbil de Educação 2012.

As indicações devem ser feitas enviando um email para ignobil2012@gmail.com, informando o nome do indicado, o seu endereço e o motivo da indicação.
Haverá um sorteio de um tablet (TABLET FOSTON FS-M785 7 POLEGADAS 4GB WIFI, SUPORTA 3G) entre as pessoas que fizerem indicações ou votarem em um dos indicados através do email ignobil2012@gmail.com

Todos os que votarem até o dia 12 de outubro de 2012 ganharão uma versão digital da cartilha “COMO EDUCAR MEU PROFESSOR EM 10 LIÇÕES”.

http://movimentocoep.ning.com/

1 comentário

Arquivado em Alunofobia, Bullying, Cartilha dos Corvos, Eleições 2012, Geraldo Alckmin, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa, Professorzinho-santo

Fernando Haddad renega Marta Suplicy e esquece que assinou lei reduzindo verbas para escolas e creches.

Haddad, nós ainda sabemos o que você fez no verão passado…

O candidato Fernando Haddad (PT) tenta esconder que foi secretário de Finanças e Desenvolvimento Econômico da ex-prefeita Marta Suplicy (2001-2004), quando ajudou a prefeita reduzir as verbas da Educação pela metade na Cidade de São Paulo… A dupla petista Marta Suplicy e Fernando Haddad mexeram nas leis e diminuíram as verbas para as escolas e para as creches…

Foi no início do verão de 2001, mais precisamente no dia 26 de dezembro de 2001, que foi publicada a Lei Municipal 13.245/2001(inclui o pagamento de aposentados nas despesas de “manutenção e desenvolvimento do ensino”), assinada pelo Fernando Haddad, “Respondendo pelo Cargo de Secretário de Finanças e Desenvolvimento Econômico” (veja a publicação no Diário Oficial do Município de São Paulo). Isso aconteceu logo após a aprovação da proposta da prefeita Marta Suplicy que modificou a Lei Orgânica do Município de São Paulo, reduzindo as verbas da Educação de 30% para 25%…

As duas propostas da dupla Marta Suplicy & Fernando Haddad representaram uma redução das verbas da Educação pela metade: de 30% do Orçamento para algo em torno de 16% (25% menos 9% “destinados ao pagamento de aposentados” é igual a 16%).

A grande mentira de que iriam incluir 6% (seis por cento) em programas sociais ficou mais evidente quando a prefeita disse que precisava mexer no orçamento para sobrar dinheiro para o asfalto! (leia noticia publicada na Folha de São Paulo). É por isso que a prefeita ganhou o apelido de Rainha do Asfalto.

Sem a vergonhosa mudança na lei, a prefeita Marta Suplicy não conseguiria comprovar os gastos mínimos de 30% com Educação; e teria suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Município. Isso seria motivo até mesmo para um processo de impeachment do seu mandato.

A dupla petista Marta Suplicy & Fernando Haddad atrasou a universalização da educação infantil em pelo menos 20 anos. A dupla petista reduziu as verbas da educação em 50% e também praticaram outros desvios de recursos educacionais, desviando inclusive de verbas vinculadas (salário educação e repasses estaduais do Fundef). Neste ponto, a cara-de-pau foi tamanha que o secretário-banqueiro João Sayad disse que praticava uma “contabilidade criativa”, descontando até mesmo 13% das verbas vinculadas da Educação para o pagamento dos juros extorsivos praticados pelos banqueiros (caso dos títulos precatórios e da dívida assumida com o Banco do Brasil).

Centro Eleitoreiros Unificados.
Em relação aos CEUs (Centros Eleitoreiros Unificados), pode-se demonstrar facilmente que estes grandes centros (teatros de R$ 2 milhões, piscinas, padarias, pista de skate etc), custando mais de R$ 25 milhões, só incluíram duas unidades educacionais para que fosse possível ludibriar um Ministério Público míope e usar as verbas da Educação em centros comunitários que só de manutenção custam cerca de R$ 500 mil cada um. Estes CEUs não têm educação integral e nem mesmo oferecem educação em tempo integral… até mesmo crianças das suas creches ou escolas infantis, ao completarem 6 anos, são obrigadas a procurarem vagas em outras escolas fora dos CEUs. (Leia mais aqui: Escola não é Prédio: Escola é Proposta Educacional e Prática Pedagó…)

Ponte da Vergonha custou mais de R$ 300 milhões no Jabaquara.
Quanto à questão da moradia e do transporte, temos que pedir uns esclarecimentos ao ex-secretario municipal de Finanças e Desenvolvimento Fernando Haddad sobre a Operação Urbana Água Espraiada. Aprovada no governo da dupla petista (lei 13260/2001), com o objetivo principal de reurbanizacão das áreas das favelas e a construção de moradias populares na própria região:
1) Qual foi a engenharia financeira utilizada para propor uma ponte por R$ 70 milhões, fazer a licitação por R$ 140 milhões, e gastar na Ponte Estaiada um valor superior a R$ 300 milhões?
2) Qual é a lógica de construir uma ponte milionária onde não passa transporte público, não passa ônibus, não passa bicicleta e nem pedestres?
3) Por que a dupla petista Marta Suplicy & Fernando Haddad preferiu gastar mais de R$ 300 milhões na Ponte Estaiada Milionária e não construir uma única casa popular na região da Operação Urbana Água Espraiada?
4) O candidato vai continuar com a ilegal projeto de construir o Túnel da vergonha no Jabaquara? Um túnel que terá um custo superior a r$ 3 bilhões (cerca de 10% de todo o orçamento da cidade) e pelo qual só vai passar carro particular?

Curiosidades sobre a gestão da dupla petista Marta Suplicy & Fernando Haddad:
1) Marta Suplicy conseguiu arregimentar até vereador malufista para mudar a Lei Orgânica de S. Paulo e reduzir as verbas da educação pela metade…
2) Marta Suplicy conseguiu evitar o processo de impeachment (por não cumprir os gasstos mínimosna na educação) entregando 2 subprefeituras a vereadores do PL e do PMDB…
3) Marta Suplicy acabou com a principal competência do Conselho Municipal dos Direitos da Criança do Adolescente: por decreto, criou a “doação casada”, a qual deixa ao livre arbítrio das empresas as escolhas de quais projetos serão financiados com as verbas públicas do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente…
4) Na tentativa de reeleição da Marta Suplicy é que foi feito um acordo com o PL do mensaleiro Valdemar Costa Neto…
5) Marta Suplicy criou afigura do “conselheiro biônico”: vereadores indicavam 1/3 dos conselheiros de cada um dos 31 “conselhos de representantes” que deveriam ser eleitos pelos moradores das 31 subprefeituras… foi isto que inviabilizou a criação e implantação dos Conselhos de Representantes determinados na Lei Orgânica do Município de São Paulo.

Esperamos que o candidato petista Fernando Haddad explique as igualdades e as diferenças de suas propostas em relação ao que se fez no governo da prefeita Marta Suplicy… vai ser uma continuidade ou Haddad vai fazer tudo diferente?

Que o Fernando Haddad tenha vergonha do governo Marta Suplicy e o renegue é compreensível e é problema seu. Mas o nosso compromisso é com os fatos, com a verdade e com a memória nestes tempos de Comissão da Verdade. Por isso não podemos nos esquecer do que fez o então secretário Fernando Haddad no verão passado de 2001, quando juntamente com a sua chefe Marta Suplicy reduziu as verbas da educação em 50 % e atrasou a universalização da educação infantil em pelo menos 20 anos.

São Paulo, 16 de julho de 2012.
Mauro Alves da Silva
Coordenador do Momento Comunidade de Olho na Escola pública
http://movimentocoep.ning.com

Comentários desativados em Fernando Haddad renega Marta Suplicy e esquece que assinou lei reduzindo verbas para escolas e creches.

Arquivado em Alunofobia, Eleições 2012, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Presidenta Dilma, Professorinha-santa, Professorzinho-santo