Arquivo da categoria: bonequinho-playmobil

A Soninha sabe que o sindicato denorex fez greve contra o direito das crianças terem creche o ano inteiro?

Será que a candidata Sonia Francine Gaspar Marmo (Soninha), candidata à prefeitura de São Paulo pelo PPS, já conseguiu apoio do seu colega vereador-professor-sindicalista-amiguinho-do-kassab (presidente do sindicato denorex) para o seu programa de educação para a Cidade de São Paulo?

Soninha defende uma escola pública aberta aos pais. Não somente abrir as quadras nos finais de semana, mas garantir uma efetiva participação dos alunos, das mães, dos pais, dos ex-alunos e da comunidade na gestão das escolas…
Isso parece pura ficção, pois o vereador-professor-sindicalista-amiguinho-do-kassab fez um pacto sinistro com o prefeito Gilberto Kassab para não divulgar os salários dos professores e nem mesmo publicar as notas de cada escola na Prova São Paulo… Parece que a contra-partida era não fazer greves… e que a prefeitura continuasse fazendo o desconto “associativo” diretamente no contra-cheque das professorinhas, sem nenhum ônus para o sindicato denorex…

No caso das creches, a Soninha defende que a prefeitura garanta vagas em creches, nem que tenha de pagar a matricula da criança em uma creche particular na falta de vagas em creches públicas…
Alguém deveria comunicar à Soninha que o seu colega vereador-professor-sindicalista-amiguinho-do-kassab é contra a prefeitura fazer convênios com associações para gerenciar creches… imagine, então, se o sindicato denorex vai apoiar uma proposta de comprar vagas em creches particulares…

Por último, mas não menos importante, vale lembrar que o seu colega vereador-professor-sindicalista-amiguinho-do-kassab teve a desfaçatez de liderar uma greve contra o direito das crianças terem creche o ano inteiro!!!

P.S.: mais um candidato que não falou da construção do Túnel da Vergonha no Jabaquara? Um túnel ilegal e inútil (só para carro particular) que vai custar mais de R$ 3 bilhões (10% do orçamento municipal), dinheiro suficiente para construir 3 mil creches, ou 600 escolas de ensino fundamental, ou 60 mil casas populares, ou 600 postos de saúde, ou 10 hospitais, ou 50 corredores de ônibus…

São Paulo, 1º de julho de 2012.
Mauro Alves da Silva
Coordenador do Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública
http://movimentocoep.ning.com/

Comentários desativados em A Soninha sabe que o sindicato denorex fez greve contra o direito das crianças terem creche o ano inteiro?

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Eleições 2012, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa, Professorzinho-santo

Fraudes no Idesp e silêncio ensurdecedor da TV Globo e do Fantástico.


É curioso notar que a TV Globo e o seus programas jornalísticos não estejam preocupados em divulgar os resultados das escolinhas públicas estaduais de SP no Saresp-2011 (custou R$ 42.303.000,00) e o IDESP-2011, que vai distribuir R$ 538,5 milhões em bônus a funcionários, professores e direção das escolas que melhoraram o desempenho em relação ao ano de 2010…
Por que será que o telejornal SPTV não mandou seu jornalista fanfarrão entrevistar a diretora Vicentina de Jesus, da escolinha “1º de Abril” Reverendo Augusto da Silva Dourado (Sorocaba-SP)? Nesta escolinha aconteceu um “milagre”: todos os 27 alunos do 5º ano do ensino fundamental tiraram nota 10 na prova de matemática!!! E a escolinha ficou em primeiro lugar entre todas as escolas públicas estaduais do rico Estado de São Paulo!!!
O portal IG publicou, já no dia 2 de abril, que a escolinha fraudou as notas dos alunos: Pais e estudantes acusam escola mais bem avaliada de SP de fraude;
Nos anos anteriores a TV Globo e o programa Fantástico promoveram “reality show” em alguma escolinha pública.
Em 2010 a TV Globo e o programa Fantástico mostraram uma escola onde a professorinha-santa xingava seus alunos de “praguinhas”… veja o vídeo aqui.
Em 2011 a TV Globo e o programa Fantástico mostraram uma professorinha-linha-dura que deu nota-zero para 2 alunos que foram pegos “colando” na prova… a diretora da escolinha disse que isso era crime… veja o vídeo aqui.
Sendo assim, por que a poderosa TV Globo e os seus programas jornalísticos não estão divulgando as fraudes denunciadas na escolinha “1º de Abril” Reverendo Augusto da Silva Dourado (Sorocaba-SP)? Quem é que a TV Globo está protegendo? As professorinhas? A diretora? O secretário de Educação de SP? Ou o governador Geraldo Alckmin?
Ou será que a poderosa TV Globo acredita em milagres? A escolinha “1º de Abril” Reverendo Augusto da Silva Dourado (Sorocaba-SP) foi da nota 2,13 (2009) para nota 10 (2011) em matemática!!! Se não houve fraudes, a diretora da escola deve ser matéria de um especial do Globo Repórter e ter o seu nome indicado para o Prêmio Nobel de Matemática…

São Paulo, 09 de abril de 2011.
Mauro Alves da Silva
http://movimentocoep.ning.com/

***
Secretaria de Educação de SP informa:
Notas da escola estadual EE Reverendo Augusto da Silva Dourado (Sorocaba-SP)
– 27 alunos tiraram nota 10 em matemática em 2011;
– A média em Língua Portuguesa foi 9,13 em 2011;
– Saresp 2007: nota 2,69 em matemática;
– Saresp 2008: nota 2,38 em matemática;
– Saresp 2009: nota 2,13 em matemática;
– Saresp 2010: nota 6,94 em matemática;
– Saresp 2011: nota 10,00 em matemática;

Comentários desativados em Fraudes no Idesp e silêncio ensurdecedor da TV Globo e do Fantástico.

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Folha de São Paulo, Geraldo Alckmin, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa, TV Globo

Professora e monitora obrigam alunos a tirar a roupa em escola de MG.


Telejornal Hoje – TV Globo – Edição do dia 27/03/2012

27/03/2012 14h46 – Atualizado em 27/03/2012 14h51
Professora e monitora obrigam alunos a tirar a roupa em escola de MG
Segundo os alunos, de oito e nove anos, tudo aconteceu pela suspeita de que um deles havia roubado R$ 32 da bolsa da monitora. A polícia está investigando o caso.

Onze crianças, de oito e nove anos, acusam a professora e uma monitora de obrigá-las a tirar a roupa para revistá-las, em São Gonçalo do Sapucaí, no sul de Minas Gerais. O motivo teria sido a suspeita de que os alunos pegaram R$ 32 da bolsa da monitora. Tudo aconteceu na Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, na terça-feira (20).

3 Comentários

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Impunidade, Professorinha-santa, TV Globo

GERALDO ALCKIMIN QUER MUDAR AS MOSCAS…


A Secretaria que mais gasta é a Secretaria Estadual de Educação. Toda vez que troca Secretário muita gente imagina ” agora vai” O novo Secretário sempre consegue piorar.
No caso da Educação, acho que não adianta trocar o Secretário. A gastança vai continuar. Uma secretaria onde não tem uma instância para denunciar abusos vira mesmo “a casa da mãe Joana”.
Coisa que os professores comprometidos sabem e não concordam… Mas são a minoria e, assim como os pais, não tem onde denunciar sem serem perseguidos.
A pior parte sobra sempre para o aluno, desrespeitado, humilhado esabendo sempre que o que a escola comete é crime. Atrás desse crime, que para a escola é banal, uma vez que aluno não tem nenhum valor, vem a gastança, o desperdicio e a corrupção.
Os passeios caros no exterior e no interior de São Paulo, onde os professores escolhidos são os favorecidos e levam uma boa fatia doo desperdício… e essa moda foi criada na Gestão do Gabriel Chalita. Ele mandava professoras para a França, Japão, Espanha… Depois ia atrás verificar se elas estavam bem instaladas… e almoçava com elas… e voltava… era uma alegria…
A escola pública de São Paulo, segundo uma Secretária de Educação do Pita, recebe verba suficiente para uma escola de luxo. A Doutora Ruth Cardoso, mulher do Fernando Henrique Cardoso, disse que escola pública no Brasil recebe verba suficiente para uma escola de primeiro mundo.
Nosso imposto é alto… de primeiro mundo… e nossas escolas estão sujas, caindo aos pedaços, pobres e faltando de tudo…
É, senhor Governador de São Paulo, o seu pessoal está mesmo se lixando para o senhor…
Sem um secretariado de bom nível não adianta um bom governador.
Uma Secretaria de Educação como a de São Paulo pode ser consertada. Ouça os pais: quem paga a conta sabe onde está o rombo. Os bons professores também estão inconformados.
Mudar as moscas e deixar o bolo não adianta.

7 Comentários

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Geraldo Alckmin, Professorzinho-santo

CALA A BOCA, PROFESSOR !

Ainda o encontro que tive na Secretaria Estadual de Educação de São Paulo com o Secretário Adjunto.
Todos sabemos que tem muito educador na escola pública esmagado pelo autoritarismo da Direção em uma escola falida moralmente.
A Giulia, do Educaforum, cobra muito dos educadores. Ela diz que eles deveriam denunciar. Eles reclamam que se denunciarem os maus colegas e a direção serão perseguidos e demitidos. A maioria que quer trabalhar é exatamente aquela que não tem a maldita estabilidade. Alguns concursados também estão no rol dos educadores inconformados…
O Bispo Desmond Tutu, disse “para o mal prosperar, basta o silêncio dos bons”
Uma frase é linda, mas nem sempre dá para aplicar.
Entre outras coisas, reclamei ao Secretário Adjunto que não temos onde denunciar o mau funcionário; e que isso prejudica tanto os alunos como os professores sérios.
Ele alega que tem sim, que tem um monte de Ouvidorias e a Corregedoria Setorial de Educação…
Respondi bem categórica que NÃO FUNCIONAM.
Ele não mudou nem um músculo da face que me olhava num misto de enfado e deboche.
Os motivos pelo qual não funcionam a gente sabe: são engessados por uma legislação jurássica; e parte deles tem má fé e incapacidade mesmo.
Precisa de uma “via rápida”, onde os casos sejam resolvidos imediatamente. Onde todos os acusados tenham amplo direito de defesa, mas não do jeito que está. Tem muito mais defesa e acaba que o acusado se vira contra o acusador que, além de desistir, serve como mau exemplo e calando as vozes sérias da escola.
Assim, o educador, os pais e os alunos assistem desanimados o desmonte da escola pública, que sempre tem onde piorar.

Comentários desativados em CALA A BOCA, PROFESSOR !

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Geraldo Alckmin, Impunidade, Professorinha-santa, Professorzinho-santo

MERCADANTE SUGERE QUE A ESCOLA É RUIM POR CAUSA DE MAUS PROFESSORES.


Mercadante agora é Ministro da Educação. Depois de ler tantas coisas absurdas atribuidas a ele sobre educação, vem esta que é até interessante.
No dia 25 p.p. ele declara para o Estadão.com.br (jornalista Lisandra Paraguassu) que uma solução para a escola pública é deslocar os bons professores para as escolas com piores índices.
Passado o choque, vem a pergunta. Então para resolver o problema da escola ruim tem que ter bons professores? Ele está redescobrindo a roda?
Admite também que a escola é ruim quando tem maus professores. Isso sim é louvável e novidade. O que se vê sempre é o aluno e seus pais sendo responsabilizados pelo fracasso da escola. Se o aluno não aprende, e se a escola toda não aprende a culpa não pode ser dos alunos, claro. Tão óbvio que urra além de ulular.
Agora que ele descobriu o segredo, vamos ver como vai fazer para mandar os bons professores para as escolas ruins. Como ficarão as escolas tidas como boas, essas ficarão com os professores ruins?
Sempre é bom que se diga, que temos ótimos professores, são educadores excepcionais e comprometidos, mas é bom lembrar também que são a minoria esmagadora.
Se os maus professores fossem a minoria não teria problema nenhum, pois é coisa que acontece em toda categoria profissional.
Também não temos escola boa. Escola boa é aquela escola excludente onde os alunos tem que resolver em casa, em cursinhos ou com professores particulares o que não conseguiu entender na sala de aula. Matéria que o professor cobra na prova. A escola fica assim com a fama de escola forte e escola de excelência. Seguindo a linha de raciocínio do Mercadante, essas escolas ficarão com os maus professores.
Ora, o mau professor não quer saber de nada, nem vai elaborar lição de casa para ele ter que corrigir. Então a escola de excelência vai cair no rendimento? Rendimento que não é lá essas coisas. Numa tabela de 0 a 10 a escola não atinge a média 5.
De todas as coisas estranhas que o Ministro falou, essa a que mais deu mais o que falar. Um dos problemas seria designar o bom professor para a escola ruim. Alguém precisa contar para o Mercadante, pelo amor de Deus, que professor concursado escolhe a escola e ponto final… nele ninguém manda e nem tasca.

1 comentário

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Geraldo Alckmin, Impunidade, Uncategorized

Retrospectiva 2011. Pior Série de Reportagens: “Conselho de Classe” (Fantástico, TV Globo, 13-11 a 20-12-2011).

Cremilda denuncia canalhice da TV Globo. Assembleia Popular – 19-11-2011.

Pergunta: O que há de comum entre ume “ex-apresentador-BBB”, uma “ex-moça-do-tempo’ e um “ex-repórter-esportivo” da TV Globo?
Reposta: nenhum deles tem a menor noção do que seja ensino-aprendizagem…

Uma reportagem “Conselho de Classe” poderia ser um novo paradigma na educação brasileira, mas não passou de um grande desperdício de centenas de horas gravadas e milhares de reais jogados no lixo…
A troupe do Fantástico conseguiu uma proeza: acompanhar o “dia a dia” e uma escola pública, de horário integral, sem mostrar uma única vez como é que as atividades dos alunos estão distribuídas ao longo do dia…

A farsa, o preconceito e a manipulação da reportagem “Conselho de Classe” ficou evidente na viagem à Portugal, quando os quatro professores-bbb visitaram a Escola da Ponte…
Por que o Fantástico não informou dados relevantes sobre a Escola da Ponte:
1) é a única escola que tem autonomia em Portugal;
2) a escola tem um contrato de gestão com o ministério da educação;
3) os professores têm dedicação integral à escola;
4) os professores não faltam e nem falsificam licenças médicas;
5) a escola não tem “diretor”… todos os professores são “diretores”… o “salário do diretor” é dividido entre todos os professores;
6) a escola tem ficado em primeiro lugar nas avaliações nacionais de Portugal;
7) os alunos não são obrigados a frequentar as “aulas” nem a ficar nas “salas de aulas”;
8) os alunos são ouvidos pelos professores, que atuam mais como orientadores;
9) o princípio é a auto-avaliação… os alunos é que apresentam aos colegas e aos professores o resultado dos seus projetos desenvolvidos no período;
10) a escola é aberta á participação dos pais e da comunidade;
11) a escola tem recebido todo tipo de alunos excluídos de outras escolas;
12) nos últimos 30 anos não houve suspensão nem expulsão de alunos.

A verdade é que as foquinhas amestradass do programa Fantástico não fizeram a “lição de casa” sobre o que é “ensino-aprendizagem” e nem mesmo tiveram a humildade de entrevistar o professor José Pacheco, um dos criadores da Escola da Ponte… as fantásticas foquinhas ficariam surpresas com a quantidade de bobagens apresentadas na reportagem “Conselho de Classe”…
Para quem não conhece a Escola da Ponte, apresentamos uma série de “vídeos-supletivos” com o professor José Pacheco e os principais pontos do seu revolucionário método de ensino e gestão escolar:

continua…

Mauro Alves da Silva

Vejam mais vídeos aqui:
Professor confessa “amor e ódio” pelos alunos. Fantástico – TV Globo – 13-11-2011.
Professores “sem classe” rindo das notas baixas dos alunos.
Fantástico e TV Globo falsificam educação em Portugal.

2 Comentários

Arquivado em Alunofobia, Assembleia Popular, bonequinho-playmobil, Professorinha-santa, Professorzinho-santo, TV Globo