Arquivo do dia: 28/09/2016

A LINGUAGEM DA DOR QUE A SEE NÃO QUER OUVIR..

11825741_866956273394701_5980471978303069981_nA LINGUAGEM DA DOR…
Bloqueada na página Secretaria da Educaçao do Estado de São Paulo, pagina que tem o logotipo laranja.
Então a moderadora,( acho até que já sei quem é ) vai na página do Geraldo Alckimin e explica que me bloqueou porque eu uso palavra de baixo calão…De baixo calão é essa nossa Escola Pública…
Eu faço todo esforço do mundo para não usar palavrão quando escrevo. Se bem que tem coisa que só um sonoro palavrão bem cabeludo explica. Não teria um palavrão do tamanho da minha indignação em relação a Escola Pública do Estado de São Paulo.
Embora não use palavrão eu falo a linguagem da dor, e dou exemplo endereço e nome da escola que comete desatinos contra aluno. A liguagem da dor não é polida mesmo…

Anúncios

Comentários desativados em A LINGUAGEM DA DOR QUE A SEE NÃO QUER OUVIR..

Arquivado em Uncategorized

CHORA CIDADE DE SANTOS, CHORA…

foto-3

SANTOS, OUTRA CIDADE QUE CHORA…
O aluno espancado dentro da Escola Estadual, João Otaviano dos Santos, na cidade de Santos. O ponto positivo e exceção foi que o Delegado do Primeiro Distrito Policial aceitou que o pais fizessem o BO, coisa incomum Normal é nenhuma autoridade aceite. Imagina uma Ouvidoria ou uma Corregedoria Setorial da Educaçao recebendo essa denúncia, ia dar em nada, logo de cara.
Alunos ao Deus dará e aos montes sem ter o que fazer dentro das escolas, em aulas vagas. Quando tem aula são medíocres. O natural é que eles procurem algo para fazer ou briguem. Centenas ociosos é oficina para o diabo.
O jeito de manter é a força policial, temos até um grupo especial da PM criado pelo Governador Geraldo Alckimin para conter alunos, é a Ronda Escolar.
O aluno ter sido espancado barbaramente dentro da Escola João Octaviano dos Santos, nem é novidade.
A novidade é que a foto vazou pelas redes sociais e foi divulgado pelo G1…e na página do face chamada ” EDUCADORES EM LUTA POR UM BRASIL MELHOR” Nessa página os professores opinam sobre o fato e a foto. Começa que Educadores não são, no máximo, são professores e dos piores, os lixo.
Esses “educadores” em luta, acham que o aluno apanhou pouco.
Outros dizem que se ele estivesse quietinho e rezando não teria apanhado. Outros aprovam e pedem mais, outros até pedem que apanhe até morrer.
Essa é a nossa Escola Pùblica do Estado de São Paulo, e esses são os que se intitulam educadores.
Só resta para a Cidade de Santos, chorar…

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized