A FOME NÃO ESPERA O PREFEITO HADDAD …

baby-215303_640No tempo que o hoje Deputado Gianazzi era vereador, ele criou um observatório e descobriu o óbvio mas não tinha números. Temos 300.000 crianças esperando vaga na creche…Na gestão da Marta Suplicy.Continua nascendo crianças. Ninguém resolveu o problema As mães precisam trabalhar que comer é um prioridade gritante, então procuram alternativas. Algumas mães deixam seus filhos em idade da creche com outros filhos em idade do ensino fundamental. Crianças cuidando de crianças…Outras apelam para as vizinhas. Tem também aquelas que se valem das creches conveniadas. São pessoas  de alguma ong que recebe uma merreca da Prefeitura, merreca mesmo. Fazem milagres e mendigam ajudas aqui e ali. Quem tem creche conveniada é pessoa abnegada, que tocam ong e fazem das “tripas o coração”, para cobrir esse tenebroso e vergonhoso buraco que a Prefeitura de São Paulo deixa.

Claro que funcionando assim, muito natural que sua documentação não fique perfeita. Detalhes sem importância mas que a Prefeitura exige…Exige de creche conveniada o que as creches oficiais nem sempre tem. Creche conveniada que sobrevive milagrosamente, é onde morre criança por engolir o vômito ou outro motivo que poderia ser evitado se tivesse funcionárias suficiente. Creche conveniada sobrevive por milagre..

Agora vem a noticia que a Prefeitura fecha a creche dos Pezinhos na Zona Leste, onde atendia 100 crianças. Fecha sem aviso prévio por uma falha na documentação. Preferem deixar 100 crianças no abandono. Cem famílias cujas mães trabalhavam e precisavam do trabalho pra sustentar ou ajudar a familia

Resultado imediato da Gestão medíocre de um Secretário que foi o pior Secretário do Estado de São Paulo. O Chalita foi péssimo, e só fez lambanças na SEE de São Paulo, como esperar que ele resolva com capacidade se ele não tem capacidade ? Cada um dá o que tem…baby-215303_640

a

Anúncios

Comentários desativados em A FOME NÃO ESPERA O PREFEITO HADDAD …

Arquivado em Uncategorized

Os comentários estão desativados.