A LETALIDADE DA ESCOLA PÚBLICA VENAL DO ESTADO DE SÃO PAULO

imagespolicia na escola 1 Ontem estive numa reunião do CONDEPE, onde se discutia a letalidade policial. Discutiam a Violação de Direito do Cidadão comum e do pobre em vielas, becos e favelas.
Falei da pior letalidade policial que é aquela que mata sonhos.
Um aluno rebelde na pequena cidade de Urupês foi a última vítima que conhecemos, não que seja a última. Neste exato momento em mais de uma Escola do Estado de São Paulo um aluno está sofrendo violência física ou psicológica em alguma Escola do Estado de São Paulo.
Esse caso de Urupês, foi levado para o Ministério Pùblico de São Paulo, protocolado e aguardando resposta.Tem a Ouvidoria, a Corregedoria o Cao da infancia e Juventude, os Direitos Humanos e Geduc.
Esperando a resposta da SEE, do Governador do Estado de São Paulo e da Corregedoria Setorial de Educação. Tem também o pessoal de Brasília.
Pelo menos por enquanto a Escola Rubens Ferreira Martins estará sobre controle com os holofotes em cima. O aluno está de volta mas com certeza a escola continua sendo uma situação de risco para ele, essa e outra escola qualquer da região…
O Conselho Tutelar de Urupês também não fez nada que saibamos, esse parece não ter mesmo jeito. Só na próxima eleição para Conselho Tutelar e com escolarecimento do povo é que será possível reverter esse quadro..
Conforme prometí esta semana será de Urupês SP

Anúncios

Comentários desativados em A LETALIDADE DA ESCOLA PÚBLICA VENAL DO ESTADO DE SÃO PAULO

Arquivado em Uncategorized

Os comentários estão desativados.