A Cereja em cima do bolo podre

A Cereja em cima do bolo podre

A CEREJA EM CIMA DO BOLO PODRE.
Temos algumas Escolas de Ensino Integral. Um sonho dourado, a criança e adolescente fica o dia todo na escola. Esporte, lazer, no ensino formal, tem música e dança tudo incluído. Uma escola perfeita e possível se nossa Educação não fosse um bolo podre corrompido e a SEE de São Paulo não tivesse mergulhado na corrupção.
Muito dinheiro, uma verba enorme e muitas parcerias, dinheiro a rodo.
Descobriram a letra certa da música mas erraram na melodia. Na música é chamado aleijão Na Escola Pública é um aleijão com letra maiúscula.
Como professor concursado é inimputável, e se quer ensina se não quer engana ele engana quase sempre. Professor tanto concursado quando contratado é um ser humano. Como o ser humano não está no grau de evolução que não precise ser fiscalizado, não podem fiscalizar o concursado então na Escola de Ensino Integral só pode trabalhar professor designado. Concursado não entra. Na teoria o designado pode ser demitido.
Só que não funciona também. Temos que poder fiscalizar tanto o concursado quando o contratado. A Escola está contaminada pela corrupção, não é só separar o professor concursado do contratado e pronto. Já está separado o bode da ovelha. Não é assim
A Diretoria Centro Oeste tem 3 Escolas de Ensino de Tempo Integral, que a dirigente é expert em conseguir parcerias com grandes empresas e arrecadou milhões para as Escolas ficaram lindas, mas escola não é prédio.
Está tudo errado lá em cima, na Secretaria de Educação, e se lá é a cabeça e se a cabeça não regula quem padece é o corpo, claro que a Escola de Ensino de Tempo Integral não ia dar certo. Não tem aula, está sempre parada. Quando eu disse para a Dirigente que Escola de Ensino Integral não ia dar certo, ela me olhou com muita tristeza e eu completei que não era com alegria que fazia a previsão, mas era óbvio.
O Problema não é o professor concursado, não é o aluno. O problema é a gestão que comete um erro atrás do outro e o Governador parece nem perceber.
O problema é que precisa fiscalizar, e a fiscalização tem que vir dos pais. Os pais são os maiores interessados em uma escola de boa qualidade. Somos nós os pais que pagamos as contas e nossos filhos os que usam os serviços.
Inverteram os valores e agora vem com essa escola maravilhosa, muito bem equipada, sem professor concursado e não vai funcionar também.
A Escola Pública de São Paulo na média do Idesp ficou com média 1,83 na escola de 0 a 10. Como este ano temos copa eleição e duas férias no meio do ano, a média vai ficar para depois da virgula, será na escala de 0 a 10, zero vírgula alguma coisa. Teremos escola nota zero…
Que pena…

Anúncios

3 Comentários

por | 07/04/2014 · 11:06 am

3 Respostas para “A Cereja em cima do bolo podre

  1. jPROF. ANTONIA

    CPI DA EDUCAÇÃO URGENTE EM SÃO BERNARDO DO CAMPO. ESCOLAS MUNICIPAIS E PRINCIPALMENTE AS DO ESTADO.ISSO É UM PEDIDO DE SOCORRO.

  2. M

    Em España tambem acontece, só aqueles que nao teem a praça fixa sao os que trabalham bem, porque sabem que se reclamam muito, êles serao despedidos.
    Porem os concursados, uma vez que conseguem sentar na cadeira, já nao há jeito de botar êles para fora, trabalhem bem, mal ou nao trabalhem.
    Eu se fosse alguem importante, com peso político, tirava essa história de concurso. Todo o mundo com contrato de um ano, se é bom, tornamos a contratar…
    Se nao, ….

    • LIMA

      É MUITO TRISTE E VERGONHOSO O ESTADO QUE DEVIA ZELAR PELO O ALUNO, MAS ESTE É ABADONADO ,QUANDO RECLAMAMOS O PRÓPRIO DIRETOR DA ESCOLA DIZ NA NOSSA CARA, QUE NÃO PODEM FAZER NADA POIS É CONCURSADO….AGORA CONTRA O ALUNO ESTE SIM ELES PODEM TUDO!!!!!!GRITAR,AMEAÇAR,AGREDIR DE TODAS AS FORMAS,MAS A PODRIDÃO DAS REUNIÕES PEDAGÓGICAS, OS ACORDOS FEITOS PARA MANTER SEUS CARGOS HÁ… ESTAS SIM SÃO ORQUESTRADAS DE CIMA E COM O AVAL DE TODOS…;MAS O ALUNO ESTE É EXPULSO!!!!