Escola de Lins não tem aula, mas tem estupro de aluna de 12 anos

A escola divulga que uma aluna de 12 anos foi estuprada por 4 alunos de 12 anos também
Não houve conjunção carnal, nem poderia, com 12 anos, mas os alunos foram enviados para a Delegacia de Polícia e saíram de lá acompanhados dos pais e com a tarja de estrupradores.
Para uma cidade conservadora do interior é morte social antes dos 12 anos de idade. Nem escola, nem emprego e talvez nem namoradinha, esses monstros conseguirão.
No site http://www.terra.com. br, os comentários dos sádicos e que odeiam criança pedem os castigos mais horrendos para os “estupradores”
Imagino com esse barulho, como ficou a aluna que acusou os colegas de arrasta-la para o banheiro.
A pergunta que não quer calar.
Onde estavam os adultos ?
Onde estavam todos ?
Essa notícia vem no dia dos professores, onde esperam homenagem e louros.
Cadê vocês, será que estavam em São Paulo, dando aula no Largo da Batata junto com os Black Blocs?

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Escola de Lins não tem aula, mas tem estupro de aluna de 12 anos

  1. Otto

    Com certeza um dos textos mais grotescos escritos por esta senhora. Em cidades conservadoras, o ônus cai sobre a vítima, ou seja, passado um tempo o pessoal vai achar graça destes meninos e incentivá-los a se comportar de forma grosseira e possessiva com relação às mulheres, dentro da cultura machista que tanto admiram; e vão se esquecer do que aconteceu à menina.