OS PROFESSORES MATARAM A GALINHA DOS OVOS DE OURO.

A Assembléia dos Professores do Estado decidiu que não farão greve.
Claro que uma categoria assim desunida como é a dos professores, tinha meio que metade querendo a greve e a bagunça.No esquema do quanto pior, melhor.
Quem quer a greve, claro, quer um fato politico partidário em São Paulo.
A maioria percebeu que eles mesmo seriam prejudicados. Uma escola onde não se ensina nada, a ausência dos professores efetivos nem seria notada. O professor temporário não pode faltar duas vezes seguidas que é demitido, diferente do concursado que pode faltar até 29 dias seguidos e sempre tem a opção de um acerto com a direção e não terão as faltas anotadas.
Dando uma rápida olhada nos espaços da Internet e fóruns de discussão onde professor se manifesta, é um ódio contra aluno que eles desprezam e odeiam só explicável pela falta de vocação para a função de professor. Professor que odeia criança e adolescente pobre é o mesmo que um Técnico de Enfermagem que odeia dar injeção e tem horror de sangue.
Os maus professores são a maioria e são os concursados e apaniguados de grandes autoridades. Os imexìveis.
Ofendem os alunos e insultam os pais. Na hora da reivindicação, por mais legítima que seja
sempre conta com a antipatia do povo, embalada sobretudo pelos péssimos índices de produção que a escola reflete. Não ensinam, não merecem ganhar mais.
O governador do Estado de São Paulo, promete contratar estagiários ( escraviários ) para dar aula ganhando menos que o salário mínimo.
O que estava ruim, vai piorar.
Se é para ensinar para quem não vai aprender mesmo e que nem merece, qualquer coisa serve…
Hora de Professores reverem seus conceitos.
Ao longo dos últimos anos, mataram lentamente a galinha dos ovos de ouro.
Se o aluno fosse considerado como cliente, que usa o serviço e os pais quem paga os serviço. Se Professor entendesse isso, que estar ganhando para trabalhar não desmerece ninguém . Querem se comportar como se estivessem fazendo um favor e uma caridade na sala de aula, as coisa poderiam melhorar.
Isso não significa que aluno e pais podem ofender, insultar e injuriar os professores com uma recíproca.
Professor que tanto pede respeito poderia começar a dar o bom exemplo, quem tem mais tem que dar mais.
Agora é esperar que esses professores não voltem para a sala de aula, mais revoltadinhos ainda e descontem tudo nos alunos.
Não podemos esperar que os educadores sérios segurem tudo, que sendo a minoria també se sentem esmagados por uma escola falida moralmente por falta de fiscalização e pela corrupção.

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized

7 Respostas para “OS PROFESSORES MATARAM A GALINHA DOS OVOS DE OURO.

  1. CLAYTON DE SOUZA MONTEIRO

    CONCORDO CREMILDA HJ OS PROFESSORES PENSAM APENAS NO SALÁRIO DELES E NÃO EM CUMPRIR SUAS OBRAGAÇÕES:A DE ENSINAR.

  2. João Paulo

    Em Minas Gerais já existe eleição direta para diretores de escola.
    A eleição de diretores aqui é uma instituição que precisa ser aperfeiçoada. Se não for uma coisa muito bem feita, com regras bastante claras, talvez com organização de um mini-parlamento de alunos, pais, professores e funcionários, com mais poderes do que o atual colegiado, e com um processo legislativo semelhante ao de uma câmara municipal, para que não fique um diretor ou diretora tentado a exercer o poder absoluto.
    Assim, a escola cumpriria o dever de formar cidadãos.

    • Cremilda Teixeira

      Em Minas Gerais a violência contra aluno também se faz muito presente.
      Se tem eleição para diretor de escola nos moldes que o senhor conta, deve ser escola exemplar
      Uma das vantagens da Diretora eleita é tirar o poder da mão da banda podre da escola. Muito comum a diretora cobrar e professores fazerem uma panelinha e tirar a diretora.
      Complicado isso.

  3. Osmar, esse projeto já foi inclusive executado na prefeitura de São Paulo durante a gestão de Mário Sérgio Cortella. Eu sou testemunha direta disso, pois votei numa nova diretora na escola dos meus filhos, inclusive na CP e na inspetora de alunos. Pra escola ser democrática não é necessário lei nem decreto: basta VONTADE POLÍTICA, o que falta de sobra na rede pública. Na rede Paula Souza, aliás, existe eleição de diretor de escola, mas não funciona de forma democrática, como aliás NADA nessa rede elitista e exclusivista: recebemos montes de reclamações de MELAÇÃO nas eleições de diretor em várias unidades, por isso nunca elogiamos esse procedimento FURADO na rede Paula Souza. Enfim, tudo é questão de vontade política! No Brasil, o processo democrático ainda não está consolidado e a rede de ensino é o exemplo mais patente. Adoro seus comentários! Um abraço.

  4. Osmar José Paz Delmaschio

    Eu não sabia que existia esse projeto. Infelizmente Cremilda a mídia não nos apóia nessa questão. E a fraude do Idesp da escola de Sorocaba, sumiu dos noticiários ? Estamos bem !….

  5. Osmar José Paz Delmaschio

    Cremilda, você disse tudo, estamos passando tudo isso por causa de colegas incompetentes e alguns diretores que se acham dono da escola e passam por cima das leis. A escola está falida mesmo e greve não seria uma solução eficaz. Só há um jeito da situação mudar. Eliminar os maus profissionais das escolas, facilitando suas demissões a bem do serviço público e principalmente temos que fazer eleições diretas para cargos de diretores de escola. Diretor de escola não pode ter mandato eterno. O posto de diretor de escola deveria ser feito por eleições, onde pais de alunos, alunos, professores e comunidade votassem. Se quisesssem ter o benefício da estabilidade, poderiam se efetivar como professor e concorrerem à mandatos temporários de diretor por eleição. Observe Cremilda, que todas as escola bem administradas são as que menos apresentam problemas de indisciplina e violência. Do jeito que está não pode continuar. Não há mais professores dispostos a entrar na carreira. O sla´rio é muito ruim mesmo Cremilda. Eu mesmo tenho 26 aulas e não tenho intenção de dar 32 aulas, ao contrário, se pudesse diminuiria. Tenho um outro serviço na minha casa como técnico em informática e já estou tirando quase a metade do que ganho no magistério, trabalhando apenas nos finais de semana. Precisamos nos unir; pais, professores sérios e comunidade. O professor tem sido visto pela sociedade como um vag… e isso não é bom. Durmo com a consciência tranquila, pois para mim esse ditado não serve. Um abraço !

    • Cremilda Teixeira

      Professor Osmar
      Acontece que um projeto redondinho, pedindo a eleição direta para Diretor de Escola, apresentado pelo Deputado Enio Tatto, não passou na Alesp de São Paulo. Os nossos deputados querem a escola do jeito que está. Se moralizarmos a escola pública, onde eles enfiarão suas apaniguadas e parentes que não sabem fazer nada ?