Arquivo do dia: 21/04/2012

OAB-SP vai fazer blitz nas escolas públicas.


OAB-SP vai fazer blitz nas escolas públicas.
Assembleia Popular
21-04-2012

Violência

Cremilda Estella Teixeira, secretária executiva da Subcomissão de Educação da Comissão de Cidadania da OAB/SP, voltou a falar sobre a violência contra alunos em escolas públicas.

Visite: https://cremildadentrodaescola.wordpress.com/

O Programa Assembleia Popular é gravado todas as quartas na Assembleia Legislativa de São Paulo. Um resumo é publicado no Diário Oficial da Assembleia Legislativa de SP. E o programa é transmitido pela TV a cabo NET (canal 13) e pela TVA (canal 66) aos sábados, das 20hàs 21h. O programa Assembleia Popular também pode ser assistido neste mesmo horário pela internet no seguinte endereço:
http://wwi.al.sp.gov.br/web/altv/alesp.asx

1 comentário

Arquivado em Alunofobia, Assembleia Popular, Boa Notícia, Geraldo Alckmin, Impunidade, OAB-SP

OS PROFESSORES MATARAM A GALINHA DOS OVOS DE OURO.

A Assembléia dos Professores do Estado decidiu que não farão greve.
Claro que uma categoria assim desunida como é a dos professores, tinha meio que metade querendo a greve e a bagunça.No esquema do quanto pior, melhor.
Quem quer a greve, claro, quer um fato politico partidário em São Paulo.
A maioria percebeu que eles mesmo seriam prejudicados. Uma escola onde não se ensina nada, a ausência dos professores efetivos nem seria notada. O professor temporário não pode faltar duas vezes seguidas que é demitido, diferente do concursado que pode faltar até 29 dias seguidos e sempre tem a opção de um acerto com a direção e não terão as faltas anotadas.
Dando uma rápida olhada nos espaços da Internet e fóruns de discussão onde professor se manifesta, é um ódio contra aluno que eles desprezam e odeiam só explicável pela falta de vocação para a função de professor. Professor que odeia criança e adolescente pobre é o mesmo que um Técnico de Enfermagem que odeia dar injeção e tem horror de sangue.
Os maus professores são a maioria e são os concursados e apaniguados de grandes autoridades. Os imexìveis.
Ofendem os alunos e insultam os pais. Na hora da reivindicação, por mais legítima que seja
sempre conta com a antipatia do povo, embalada sobretudo pelos péssimos índices de produção que a escola reflete. Não ensinam, não merecem ganhar mais.
O governador do Estado de São Paulo, promete contratar estagiários ( escraviários ) para dar aula ganhando menos que o salário mínimo.
O que estava ruim, vai piorar.
Se é para ensinar para quem não vai aprender mesmo e que nem merece, qualquer coisa serve…
Hora de Professores reverem seus conceitos.
Ao longo dos últimos anos, mataram lentamente a galinha dos ovos de ouro.
Se o aluno fosse considerado como cliente, que usa o serviço e os pais quem paga os serviço. Se Professor entendesse isso, que estar ganhando para trabalhar não desmerece ninguém . Querem se comportar como se estivessem fazendo um favor e uma caridade na sala de aula, as coisa poderiam melhorar.
Isso não significa que aluno e pais podem ofender, insultar e injuriar os professores com uma recíproca.
Professor que tanto pede respeito poderia começar a dar o bom exemplo, quem tem mais tem que dar mais.
Agora é esperar que esses professores não voltem para a sala de aula, mais revoltadinhos ainda e descontem tudo nos alunos.
Não podemos esperar que os educadores sérios segurem tudo, que sendo a minoria també se sentem esmagados por uma escola falida moralmente por falta de fiscalização e pela corrupção.

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized