PARA O MAU PROFESSOR TODO SALÁRIO É MUITO.

Os professores estão em greve. Ainda que pese toda ajuda da imprensa dando a ela uma importância muito grande, não está fazendo nenhuma diferença.
O povo não aprova. Passa anos sabendo que seus filhos são roubados dentro das escolas, por pessoas que deveriam dar os melhores exemplos, desaprovam solenemente e silenciosamente essa greve.
Vendo os debates na Folha.com, onde toda vez que sai uma violência contra aluno ser tratado como normal e natural. São plenamente a favor da ilegalidade, da expulsão de aluno e alguns até pedem castraçao dos pais que o filho comete um desatino.
Passam o tempo todo ofendendo e insultando os pais e alunos em redes sociais. Agora querem apoio ?
Em escola pública o aluno e seus pais são tratados com muito descaso e até grosseria a partir da Secretaria da Escola, salvo as honrosas exceções.
Agora a escola está dividida: professores contratados em caráter temporário que querem trabalhar para garantir o salário irrisório e professores concursados imexíveis e inimputáveis.
Claro que temos professores concursados excelentes, conscientes do seu papel na formação do cidadão. A maioria não quer nada. Se escondem atrás do instabilidade.
Ninguém trabalha como precisaria na escola pública. A maioria não deixa.A maioria não quer.Quem quer, não pode.
Agora nem a maioria consegue se mobilizar para a greve. A pressão popular é maior.
Ninguém se comove quando um professor temporário fala quando ganha. Afinal são todos inimigos do aluno, não é ?
Para sobreviver o professor já chega na escola com garantia de seis meses, período onde ele tenta desesperadamente dar o melhor de sí. Acaba na vala comum, ridicularizado pelos colegas e tido com traidor e “”herói” Assim mesmo herói com toda ironia.
Então fica valendo a máxima do Governador Mario Covas, que serve como exemplo de coragem ao afirmar que para o mau professor todo salário é muito.
Não que tenha feito o que devia em relação a educação, nem que tenha sido o melhor governador, mas essa frase ficou e foi muito feliz.
Inclusive não teve a coragem necessária para manter a Progressão Continuada que os maus professores transformaram em Promoção Automática.Criminosamente.
Conseguir traduzir assim o sentimento comum do povo, é coisa de inspiração divina.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

5 Respostas para “PARA O MAU PROFESSOR TODO SALÁRIO É MUITO.

  1. Osmar José Paz Delmaschio

    Cremilda, concordo que existem muitos professores que realmente ignoram e humilham os alunos. A Giulia, dias atrás me respondeu em seu blog que existia um projeto para as escolas trabalharem com alunos problemáticos e o mesmo foi arquivado. Jamais deveremos expulsar um aluno da escola, a solução seria trabalhar com turmas especiais e com auxílio de psicólogos para esses alunos – Turmas diferenciadas e até mesmo a escola poderia enviar profissionais para amparar a família destes alunos. Só gostaria de passar uma informação. A progressão continuada não funciona porque os professores não recebem estrutura suficiente para implantá-la. Como um professor que leciona com 45 ou 50 alunos consegue dar atenção diferenciada para aqueles que mereceriam atenção especial ? Para piorar, neste ano, o governou retirou o projeto reforço (Base para a progressão continuada). Em relação a greve, a sociedade não nos apoiará mesmo devido à todos esses fatos que a senhora disse (Concordo), mas também porque muitas pessoas não valorizam mesmo a educação, estão alienados e carecem de sabedoria. Aqui na região de São José do Rio Preto praticamente não há greve. Na minha escola, nenhum professor entrou em greve. Eu mesmo sou contra greves. Vem aí o Bônus, onde haverá mais injustiças (professores ruins receberão por conta dos bons e professores bons serão punidos por causa dos ruins). Infelizmente Cremilda não há mais professores para substituírem aqui na nossa região. As condições de trabalho e o salário não atraem mais ninguém. Eu mesmo estou com apenas 26 aulas por vontade própria, pois utilizo o tempo que me resta livre para exercer a profissão de técnico em informática. Todos nós que queremos uma escola de qualidade devemos lutar para que a situação melhore tanto para o lado dos alunos (eliminando os maus profissionais da escola) quanto para o lado dos professores (eliminando as injustiças que acontecem dentro das escolas) , pois só assim resolveremos a situação. Gostaria de parabenizá-la pela sua atuação nesses últimos dias. Um abraço amiga !

  2. SEVERINA

    TALVES SE A SENHORA FOSSE DAR AULAS NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE SÃO PAULO A SENHORA “TRABALHARIA COMO SE PRECISA NA ESCOLA PÚBLICA”
    É BOM QUE LEMBREMOS QUE O MÉDICO E ADVOGADO, QUE POR SINAL GANHAM BEM MAIS QUE UM PROFESSOR, ANTES TIVERAM QUE PASSAR POR UMA SALA DE AULA MAS PORQUE SOMENTE”PARA UM MAL PROFESSOR TODO SÁRIO É MUITO?” ENQUANTO NO JAPÃO AS PESSOAS SE CURVAM DIANTE DE UM PROFESSOR, NO BRASIL OS PROFESSORES SÃO AGREDIDOS POR ALUNOS!!!ESSA É A CULTURA DO BRASIL!!!O PROBLEMA TODO ESTA REALMENTE NA EDUCAÇÃO MAS NÃO SOMENTE NA EDUCAÇÃO ESCOLAR E SIM NA EDUCAÇÃO DO CIDADÃO DA SUA ÉTICA FALTA MUITO CARÁTER!!!ABAIXO A HIPOCRISIA!!!

    • Cremilda Teixeira

      Severina, no Japão os professores são avaliados a cada dois anos, não uma avaliação fajuta, mas uma avaliação séria, onde o aprendizado e a opinião dos alunos conta muito, os pais também opinam e são respeitados. Um professor demitido por incapacidade não dá aula em nenhuma escola do Japão.
      Temos maus médicos e maus engenheiros mas esses não fazem carreira, ou tem uma carreira medíocre e ninguém é criticado por acusar médico de erro.
      Professor não é agredido por aluno impunemente, aliás o bom professor nunca é agredido

  3. Otto

    Imprensa ajudando os professores a fazer greve? Faz-me rir. A senhora devia trabalhar como humorista.