Arquivo do mês: março 2012

O CONSELHO DE PAIS E MESTRES DA E.E.AROLDO DE AZEVEDO É UM CONSELHO OU UMA QUADRILHA ?????

Pergunto, se perguntar não ofende. A E.E.Aroldo de Azevedo na Zona Leste de São Paulo, Diretoria de Ensino Leste 4, exige uniforme que completo custa 110,00 ??????
Uma medida ilegal, injusta e criminosa. O aluno que não pode comprar o blusão e a calça recebe de presente UMA camiseta da escola. Apenas a camiseta. Quem tem só a camiseta sinal que é o mais pobre. Uma maneira desumana e cruel de discriminar o aluno.
Se obrigatoriedade do uso de uniforme é crime, é ilegal e inconstitucional, então um grupo de pessoas que se reúnem para assinar um Regimento Interno com essa condição não são Conselheiros, são criminosos. S.M.J.
O uniforme não garante a segurança de aluno no percurso da escola para sua casa e vice versa, os casos de alunos que desapareceram nessas condições, desapareceram com uniforme e tudo.
Cobrar 110,00 reais de um conjunto pode ser fácil para uma parte dos pais, mas para a maioria é proibitivo. Baseado no valor do salário mínimo vigente do país é caríssimo.
Dizer aos pais que o Conselho de Pais e Mestres é soberano é uma mentira. Ninguém está acima da lei. Nem o Presidente da República. Se a Constituição diz que não é NÃO.
Convencer os pais do uso do uniforme é induzir o povo ao crime.
O Conselho de Pais e Mestres, que na maioria são formados pelos pais bonzinhos e amigos da direção são facilmente manipulados, professores também.
Muito difícil um professor livre fazer parte do Conselho de Escola.
Um Regimento Interno e nenhuma lei ou ordem que parta da direção pode afrontar a Lei.

25 Comentários

Arquivado em Uncategorized

PEDE PARA SAIR SR. SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO.

As desculpas e as artimanhas que as direções criminosas de escola pública usam são sempre as mesmas, nem precisa de variar e ter o mínimo de criatividade.
Pela lei Estadual é proibido obrigar aluno a usar uniforme. Pela Constituiçao Federal também, uma vez que escola pública é um serviço que o cidadão paga desde antes de nascer até morrer. Um serviço chinfrim pago a peso de ouro e quando ele vai usar tem a condição, que a escola matreiramente estipula.
Acontece na Aroldo de Azevedo e em todas.
Um dos métodos é usar o medo e a insegurança dos pais.
Afirmam que na escola entra elemento estranho e o uniforme garante a segurança.
Ora, a maior violência que aluno sofre é dentro da escola e devidamente uniformizado e de todas as formas. Desde ser mal tratado, ser espancado, ter aula mediocre e outras.
Se entra gente estranha na escola, se a escola tem a Ronda Escolar que acorre em segundos o chamado da direção, é só chamar a policia. Se os funcionários e as professoras não são presentes a ponto de conhecer seus alunos, o uniforme não resolve.
Se escola fosse lugar onde tivesse muito dinheiro, o ladrão compraria o uniforme para entrar sem nenhum problema. Sem contar que seria um ladrão em fase peculiar de desenvolvimento. Um homenzarrão estranho entrando junto com os alunos não chama a atenção?
Escola é capaz de colocar no portão gente para ver se o sutiã da aluna é colorido e aparece na blusa não pode vigiar quem entra ?
Ora….
Acho que o Sr.José Benedito não entrou nessa, mas segundo a Coordenadora é um dos motivos que vão manter o uniforme querendo a SEE ou não.Sendo legal ou não.
Alunos terem entrado sem uniforme apenas no dia que a Diretora estava em reuniao na Diretoria Leste 4 não vale.

8 Comentários

Arquivado em Uncategorized

SENHOR GOVERNADOR DE SÃO PAULO, PASSE O CONTRATO DE VENDA PARA A ESCOLA E. AROLDO DE AZEVEDO.

Temos reiteradas vêzes afirmado que a escola estadual está falida por falta de comando.
As escolas fazem leis de acordo com os interesses da direção e de uma panelinha que ninguém desfaz
Mesmo provando que são atitudes ilegais e improdutivas o time do “conosco ninguém podosco” peita as autoridades da Secretaria Estadual de Educação e fazem o que querem.
Desta vez a E.Estadual Aroldo de Azevedo, da Diretoria de Ensino Leste 4 desmoralizou o Sr. José Benedito, ex assessor da Cogesp, homem sério e probo. Talvez por esse perfil ele não combinasse com o cargo de Coordenador da Cogesp. Era um estranho no ninho.
Pede para sair, Sr. José Benedito, e quem sabe ,em outro lugar o senhor pode exercer um trabalho digno e ser reconhecido, pelo menos não vai ser desmoralizado por querer ser direito e cumprir a lei.
Pelo menos o senhor não vai dar razão ao Rui Barbosa, não tenha vergonha de ser honesto mesmo que a nulidade triunfe a sua volta.
Os descalabros ouvidos a pouco da Coordenadora Pedagógica da Escola mostra que estamos muito longe de uma escola pública de boa qualidade.Longe da escola criminosa, corrupta e que não respeita a lei.
Se a escola não respeita a lei, não forma cidadão…
Tenho que falar em partes.
Essa escola vende uniforme e tem as desculpas mais imorais antigas e descabidas para isso.
Tenho que colocar ponto por ponto.
Por hora é só.
A recomendação é para o Governador do Estado de São Paulo. A E.E.Aroldo de Azevedo é da direção e da Diretoria de Ensino Leste 4.
Passa logo o nome da escola para a direção e assim o senhor não vai passar vergonha como passa o senhor José Benedito.

16 Comentários

Arquivado em Uncategorized

EM LONDRINA, PAI HUMILHA FILHO PELO JORNAL PARA MOSTRAR QUE É PAI PRESENTE E AGRADAR A PROFESSORA.

Só ler nos comentários do JORNAL FOLHA.COM, por exemplo, no caderno Saber, como se comporta a maioria dos professores.
Odeiam os alunos, ofendem e insultam os pais.
Quando é divulgado o caso do aluno que atirou na professora e se matou, os professores acharam que morte era pouco para o aluno. A professora está viva, mas pedem o fogo do inferno para o aluno, tal o ódio perverso que tem pessoas que exercem uma profissão para a qual não estão preparadas e nem tem vocação.
Sabemos que os professores incitam os pais a violência contra seus filhos. Responsabilizam os pais pelo fracasso da escola.
Os pais para mostrarem que são presentes castigam e humilham seus filhos de forma bastante cruel.
Nem por um momento esses pais “justiceiros” ouvem seus filhos e perguntam se eles tem razão.
Temos sempre recomendado aos pais que fiquem do lado dos seus filhos mesmo quando eles erram . Não do lado do erro, mas do lado do filho para que aprenda que errar é humano e errando também se aprende.
Esse pai de Londrina obrigou o filho a se desculpar pelo Jornal de Londrina.
Pela legislação, tando o pai quanto o jornal feriram o ECA, que proibe que se exponha uma criança ou adolescente em situação constrangedora e vexatória.
Nesse caso não vai acontecer nada, o aluno levará esse trauma porque afinal é aluno de escola pública e esse não é ninguém neste pais.
Assim sem poder contar nem com os pais e nem com a escola, fica dificil contar com o futuro neste pais e nem com a construção de uma Cultura de Paz, justa e ordeira.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Professora e monitora obrigam alunos a tirar a roupa em escola de MG.


Telejornal Hoje – TV Globo – Edição do dia 27/03/2012

27/03/2012 14h46 – Atualizado em 27/03/2012 14h51
Professora e monitora obrigam alunos a tirar a roupa em escola de MG
Segundo os alunos, de oito e nove anos, tudo aconteceu pela suspeita de que um deles havia roubado R$ 32 da bolsa da monitora. A polícia está investigando o caso.

Onze crianças, de oito e nove anos, acusam a professora e uma monitora de obrigá-las a tirar a roupa para revistá-las, em São Gonçalo do Sapucaí, no sul de Minas Gerais. O motivo teria sido a suspeita de que os alunos pegaram R$ 32 da bolsa da monitora. Tudo aconteceu na Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida, na terça-feira (20).

3 Comentários

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Impunidade, Professorinha-santa, TV Globo

ALCKIMIN QUER UM PROFESSOR AJUDANDO O OUTRO A NÃO FAZER NADA.

O Governador vem com outra “novidade”. Vai colocar dois professores na sala de aula das escolas estaduais de São Paulo.
Outra ideia esdrúxula. O professor precisa ser avaliado, cobrado. Alguém precisa informar o básico para a maioria dos professores. Ele não está na sala de aula fazendo um favor para os alunos. Aula não é caridade.Escola pública é cara. Paga com imposto suado do trabalhador honesto.
Se o professor que rala mesmo, recebe um salá´rio aviltante, não é culpa dos alunos, nem de seus pais.
Os educadores comprometidos, reclamam sempre. Não podem trabalhar. São em menor número. São considerados trouxas. Se trabalha ganha e é considerado santo e herói, quem trabalha é bobo.
Professor só é inserido no contexto se tratar o aluno como animal. Quem foge dessa regra é uma ovelha negra na escola.
Um inversão brutal de valores.
Dois professores na sala de aula, sem fiscalizar é bobagem, um vai ajudar o outro a não fazer nada isso se não atrapalhar.
Sabemos que tem muito professor querendo trabalhar. Muita gente com capacidade, excluído já na seleção das Diretorias de Ensino com critérios estranhos no mínimo.
Na verdade não querem que a escola ande. Escola andando é mais trabalho.
Uns trabalhando até a exaustão para ganhar uma merreca, outros se aproveitando em Projetos Lorota e viagens escandalosas, improdutivas e caras.
Os pais tem propostas, sugestões. Nâo são ouvidos.
Que muito aluno na sala de aula dificulta o aprendizado. Fato. Só que temos alunos desistentes e salas quase vazias, onde a qualidade do ensino não melhora.
Juntam salas pequenas e acaba ficando sala grande e improdutiva também.
Cobrar a lei. Aluno tem direito a permanência na escola, mesmo aquele que não é bonzinho e que a família não pode ensinar em casa o que a escola não ensina.
Punir os responsáves pela expulsão de alunos e pela famigerada transferência compulsória.
Se pode pagar dois professores. Temos salas ociosas e escolas fechadas.
Que se divida as salas e coloquem um professor em cada uma delas.
Se o professor não der conta do recado, que seja demitido, simples assim.
Não é difícil, as vêzes o simples é difícil, precisa coragem e vontade politica.
Senhor Governador: vamos parar de brincar com coisa séria ?

9 Comentários

Arquivado em Uncategorized

E.E.AFIZ GEBARA É DOS MALES O MAL MAIOR.

Depois que recebemos muitas queixas da E.E.Afiz Gebara, protocolamos tudo no Palácio do Governo.
Direito do cidadão pedir averiguação. Direito do povo prevenir a ocorrência ou ameaça de violação de direito de criança e adolescente.
Diretora de Escola é Funcionária Pública e não pode ameaçar alunos e seus pais de processo só porque querem uma investigação na escola para onde vai a maior parte do suado dinheiro do trabalhador comum, em forma de pesados impostos.
Junto com as denúncias, vem as ofensas e as afirmações que a direção da escola é maravilhosa e que tudo ali corre muito bem.
Então, seria uma razão mais do que forte para não temerem uma investigação, que não seja apenas a Investigação Preliminar ou Preliminares.
O que mais me chamou a atenção foi a explicação que essa escola é limpa e as outras da região são sujas e tem muita violência.
Essa escola recebe todo final de ano uma enorme fila de pais procurando vaga.
Ora, senhor Governador, o senhor não divulga que não temos falta de vaga ?
Se essa escola é considerada melhor que as outros, não quero nem imaginar como são as outras.
Quando se trata de Escola Pública não vale o ditado de que em terra de cego quem tem um olho é rei.
Na escola quem não tem um olho é cego de um olho mesmo, e parece que a E.E.Afiz Gebara é uma escola cega de um olho e até capenga. Até que as investigações mostrem o contrário.

Comentários desativados em E.E.AFIZ GEBARA É DOS MALES O MAL MAIOR.

Arquivado em Uncategorized