LINDENBERG NA COVA DOS LEÕES.

Um professor que frequenta este blog me motivou a escrever este texto.Esse professor é um dos que faziam parte da turba ensandecida em frente das TVs. Outros portavam atá cartazes pedindo a pena máxima para o Lindenberg.
Uma enxurrada de observações enfurecidas, pedindo pena máxima, como se fosse esse o problema do mundo e estaria nessa condenação a solução para os crimes do mundo.
Lembro que pessoas pedem penas para acusados tão crueis e desumanas que faz dessas pessoas iguais ou piores que o criminoso. Tudo em nome de uma “justiça”.
A TV Record e o Datena fizeram do caso uma festa como nos circos romanos. Nos circos o imperador Nero colocava pessoas que cometiam o crime hediondo de seguir Jesus. Um homem que oferecia risco ao estado como um todo. Não eram criminosos comuns. Risco de promover o amor, a igualdade social.Eram os cristãos. A turba assistia os seres destroçados tingindo o chão da arena em urros de gozo e prazer coletivo.
Quando eu ouvia os gritos do Datena e a insistência dele ví ali encarnada aquela turba do Império Romano.
Nenhuma emissora fugia muito mas o programa do Datena e a TVRecord, eram as mais enfurecidas.
Não mudamos nada do tempo de Nero.Não melhoramos nada.Colocam um criminoso para ser estraçalhado diante das câmaras.
Se alguém nunca teve descontrole emocional, se ninguém teve ódio irracional, mágoa e vontade de se vingar e matar um desafeto, que atire a primeira pedra.
A situação do crime com muita movimentação, muito desespero e muito descontrole total, a pressão com certeza, teve um fim previsto e pressionado.
Comum e acontece todo dia alguém dizer ” se ela não for minha, não será de ninguém ” Uma fraqueza comum não perdoada se ninguém passou por uma situação de separação dolorosa, que se não justifica um crime, mas explica.
Não julgeis para não serdes julgados.Quem de vós não tiver pecado, que atire a primeira pedra.
NO caso do Lindenberg, parecia que o único criminoso da face da terra era ele.
Se fizerem com ele na prisão o que o Datena pede sempre, que é morrer de fome e sede em morte lenta e dolorosa depois de passar por várias sessões de espancamento pelos outros presos, estará resolvido o problema do crime nos seres humanos ??
Justiça não é circo. Nâo é vingança.
O Datena sempre reclama que pagamos o que os presos comem.
Reclamam entre outras coisas que ele não chorou. Nem teria mais lágrimas, mas faltou isso para o Datena e a TV Record.
Está destruido, estamos todos, uma vez que professores estão entre a turma que rangiu os dentes babam e pedem mais sangue e lágrima.
Cão danado, todos a ele.
Temos o circo do Império Romano, agora mais moderno, apresentado pela televisão.
Ainda dizem que somos a imagem e semelhança de Deus.
Eu estou envergonhada.

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

6 Respostas para “LINDENBERG NA COVA DOS LEÕES.

  1. MARA

    Até concordo com o resultado 98 pra LINDENBERG, mas discordo do resultado da pena aplicada a familia NARDONE porque era uma criança e filha do cara, o pau que dá no Chico dá no Francisco.

  2. Osmar José Paz Delmaschio

    Cremilda, me desculpe, mas não posso concordar com sua opinião no caso Lindenberg. A exposição desse cara na mídia serve como lição para que outros não tentem fazer o mesmo. Agora, concordo sim que devemos ter compaixão, como cristão, desse jovem, mas nossa compaixão não pode chegar ao ponto de excluí-lo de uma pena (visto que somos regidos pela lei da causa e do efeito) A ele, o que posso falar é que o mesmo, talvez não tivesse tido as mesmas oportunidades que outros jovens, mas sabemos também que até mesmo a maioria dos animais irracionais (que não estudam) não seriam capazes de cometer tal ato. Assim, como eu concordo plenamente quando a senhora diz que os professores que cometem ofensas contra nossas crianças deveriam ser punidos (geralmente isso não ocorre), o mesmo eu penso para o Linderberg. Agora, nesse aspecto fica também uma reflexão sobre a impunidade no nosso país, visto que muitos políticos que praticam crimes que indiretamente talvez fossem o responsável por este(roubam verbas da educação, saúde, etc) não são devidamente punidos. Tomara que Lindenberg tenha na prisão assistência psicológica, religiosa e que ao sair esteja totalmente arrependido, pois sabemos que nosso sistema penitenciário não oferece condições para recuperar o presidiário. Também não isento da culpa a mãe de Eloá, que não se preocupou em olhar para a vida de sua filha, ter aquela conversa séria de mãe para filha, orientando-a sobre os perigos da vida (afinal ela tinha apenas 12 anos quando começou a namorar o Lindenberg). Como homem, tenho nojo de crimes praticados contra a mulher, onde valentões se aproveitam, em alguns casos da fragilidade feminina. Como educador, lamento que Lindenberg foi mais uma vítima da exclusão escolar (que tanto lutamos contra) e como evangélico ficam minhas orações para o Lindenberg, sua família e para toda a família de Eloá. Um abraço Cremilda.

    • Cremilda Teixeira

      Osmar
      Meu caro, todo mundo nessa onda do Datena de que a coitada da mulher sofre violência
      O Datena mesmo com esse ódio todo mascarado de defensor de mulher, aprendeu isso com a sua mãe .
      Nós mulheres é que criamos os homens para serem agressores. Um dos erros e dos menores é quando a mulher incita o marido a bater nos filhos. “você vai ver quando seu pai chegar” Ela prefere que o marido bata porque ele é o mais forte.
      O Datena tem um ódio que sai pelos poros, e tem audiência, todos foram criados por uma mulher a sua mãe e educador por outra, a sua professora. E no final das contas o homem é que é o vilão ?

      • Osmar José Paz Delmaschio

        Excelente sua observação sobre os poderes que as mulheres acabam dando aos homens e sobre o Datena, colega, por isso estou gostando cada vez mais de participar do seu blog. Mudando de assunto fica a sugestão para o próximo assunto. Vem aí mais uma greve. (14,15 e 16 de Março), com possibilidade de continuidade. Não vou ser hipócrita, já participei de greves, hoje não participo, pois a classe é desunida e uns querem “furar os olhos dos outros” e além do mais alunos e pais não têm culpa de nossa situação. Somente o magistério não seria suficiente para minha sobrevivência, por isso me aperfeiçoei e também trabalho como técnico em informática . Se fosse para lutarmos quanto às condições de trabalho a greve para mim seria justa, mas quanto ao propósito maior (defendido pela Apeoesp) – que seria o descumprimento da lei do piso – não aceito, pois realmente recebemos por 60 minutos e lecionamos 50 min no diurno e 45 min no noturno . (Alckmim tem razão – esses minutos devem sim serem considerados como atividade fora da sala de aula e portanto o piso está sendo cumprido). Professor não ganha bem, mas nosso maior problema tẽm sido o desrespeito por parte da sociedade e nossas condições de trabalho. Graças a Deus leciono numa cidade (Cedral) onde temos muita tranquilidade, diferentemente de algumas escolas aqui da cidade onde moro (Mirassol). Sendo assim prefiro viajar e ter um pouco mais de tranquilidade. Para finalizar chego a conclusão que estamos muito mal conduzidos por parte dos sindicatos, pois uma greve agora só teria razão se fosse para lutarmos por melhores condições de trabalho e por salas de aulas com uma média de no máximo 30 alunos. (Aqui no interior, principalmente em são José do Rio Preto chega a ter 45 ou 50 alunos por sala no ensino médio. Até breve !

  3. Marcel

    “Se alguém nunca teve descontrole emocional, se ninguém teve ódio irracional, mágoa e vontade de se vingar e matar um desafeto, que atire a primeira pedra.”

    Do pensamento ao ato existe certa distância. Há livre-arbítrio. Do contrário seríamos uma sociedade de 90% de homicidas ou suicidas em potencial, o que é psicologia barata…

    Em grande parte houve opção de se entregar à polícia. Ele estragou sua vida ao executar a jovem. Tornou-se um criminoso pela sua tacanha mentalidade machista.

    Não é o único na face da Terra a cometer este crime. Em todas as idades, classes sociais e níveis de instrução existe este tipo de crime. Não dá para justificá-lo por meio de falácia tipo pobreza, desemprego ou outros “fatores sociais”. Não se trata de um coitadinho

    Talvez o fato dele ser bem jovem traga alguma, digamos, simpatia ou pena. Assim como a juventude da vítima. Mas a justificativa de insanidade, nervosismo, pressão da mídia não o isenta de responsabilidade.

    Não desconto o show que as emissoras montaram e eventuais falhas da polícia, que influenciaram de certa forma o trágico desfecho. Em resumo a pena foi justa. Não trará a garota de volta, mas serve para mostrar que a lei, imperfeita e desigualmente cumprida, não tolera violência contra a mulher. Que os bem nascidos sejam igual e duramente punidos.

    • Cremilda Teixeira

      AAAAmém. Se esqueceu que nas voltas que a vida dá,amanhã você poderá será julgado com o mesmo rigor e por pessoas que não são juízes e nem Deus.