Arquivo do dia: 02/02/2012

SE A VERBA É IMPOSTO DO TROUXA DO CONTRIBUINTE DESTINADO A ALUNO, NÃO É DE NINGUÉM.


Nossas crianças e adolescentes não estão aprendendo a ler e escrever na escola.
As criançasdiferenciadas, que tem computador, se comunicam nas redes sociais com siglas, um dialeto que elas mesmo inventam. Assassinam a ortografia e a gramática, mas se comunicam.
Uma parte não lê e nem escreve nada… a outra parte escreve errado e lê com dificuldade.
Numa situação dessa – e principalmente em São Paulo, temos 90.000 alunos fora do ensino fundamental e a metade dos alunos do ensino médio estão sem vaga segundo o IBEGE e outras fontes de pesquisas até confiáveis.
As escolas insuficiente para todos, os professores reclamando de salas superlotadas… Escolas imundas, miseráveis e caindo aos pedaços… Merenda de má qualidade… ensino médio não tem nenhuma merenda, nem de boa qualidade nem de má qualidade, justamente onde alunos precisam também e que vão direto do trabalho para a escola em cursos noturnos…
Nessa situação de extrema carência, o MEC(Ministério daEducação) gasta 110 milhões de reais e compra tablets para as escolas.
Um deboche. Um desperdício do dinheiro público.
A mesma coisa que comprar uma piscina para uma casa que ainda não tem nem o telhado.
Sem o básico, qual a utilidade de computadores portáteis para alunos?
Tem gato aí nessa tuba, ora se tem.
Como aluno em escola pública é apenas um estorvo, então a verba que seria destinada a ele pode ser desperdiçada…
Pais e alunos no Brasil são tão bonzinhos…

5 Comentários

Arquivado em Alunofobia, Presidenta Dilma, Professorinha-santa, Professorzinho-santo