Arquivo do mês: janeiro 2012

MERCADANTE SUGERE QUE A ESCOLA É RUIM POR CAUSA DE MAUS PROFESSORES.


Mercadante agora é Ministro da Educação. Depois de ler tantas coisas absurdas atribuidas a ele sobre educação, vem esta que é até interessante.
No dia 25 p.p. ele declara para o Estadão.com.br (jornalista Lisandra Paraguassu) que uma solução para a escola pública é deslocar os bons professores para as escolas com piores índices.
Passado o choque, vem a pergunta. Então para resolver o problema da escola ruim tem que ter bons professores? Ele está redescobrindo a roda?
Admite também que a escola é ruim quando tem maus professores. Isso sim é louvável e novidade. O que se vê sempre é o aluno e seus pais sendo responsabilizados pelo fracasso da escola. Se o aluno não aprende, e se a escola toda não aprende a culpa não pode ser dos alunos, claro. Tão óbvio que urra além de ulular.
Agora que ele descobriu o segredo, vamos ver como vai fazer para mandar os bons professores para as escolas ruins. Como ficarão as escolas tidas como boas, essas ficarão com os professores ruins?
Sempre é bom que se diga, que temos ótimos professores, são educadores excepcionais e comprometidos, mas é bom lembrar também que são a minoria esmagadora.
Se os maus professores fossem a minoria não teria problema nenhum, pois é coisa que acontece em toda categoria profissional.
Também não temos escola boa. Escola boa é aquela escola excludente onde os alunos tem que resolver em casa, em cursinhos ou com professores particulares o que não conseguiu entender na sala de aula. Matéria que o professor cobra na prova. A escola fica assim com a fama de escola forte e escola de excelência. Seguindo a linha de raciocínio do Mercadante, essas escolas ficarão com os maus professores.
Ora, o mau professor não quer saber de nada, nem vai elaborar lição de casa para ele ter que corrigir. Então a escola de excelência vai cair no rendimento? Rendimento que não é lá essas coisas. Numa tabela de 0 a 10 a escola não atinge a média 5.
De todas as coisas estranhas que o Ministro falou, essa a que mais deu mais o que falar. Um dos problemas seria designar o bom professor para a escola ruim. Alguém precisa contar para o Mercadante, pelo amor de Deus, que professor concursado escolhe a escola e ponto final… nele ninguém manda e nem tasca.

1 comentário

Arquivado em Alunofobia, bonequinho-playmobil, Geraldo Alckmin, Impunidade, Uncategorized

PROFESSORES DA SUL 3 EM SP, CONFIRMAM E APROVAM A TEORIA DO MALUF.

Duas afirmações que o Maluf sempre fazia e que os professores da Sul 3 estão confirmando.
Um chefe do serviço público pode nomear seus parentes ou pessoas que de seu interesse para barganhar vantagens. O Maluf também se posicionava a favor do NEPOSTIMO, ele dizia que se era cargo de confiança os seus parentes e parentes de seus amigos eram de confiança e ele achava normal contratar.
Os professores estão todos nervosos e mandando recados onde confirmam que o Dirigente da Regional Sul 3 não só dá aula em uma escola de sua jurisdição como contratou para um cargo importantíssimo, uma professora que seria irmã da diretora da escola onde ele o dirigente dá aula. Dá não, vende.Diga-se de passagem.
Os argumentos para justificar são os mesmos do Maluf, professora não ganha pouco, é mal casada.Como o dirigente precisa das aulas para sustentar sua família o cargo de Dirigente fica em segundo plano. Ser Dirigente Regional um cargo de pouca importância e que paga tão pouco, acho que o Governador devia extinguir as Diretorias de Ensino. Por menos que ganhe é um desperdício aos cofres público.
Do jeito que estão as escolas em São Paulo, com média tres na escola com escala de zero a dez. As diretorias de ensino não valem grande coisa.
Isso sem contar que as poucas Dirigentes Regionais que tentavam trabalhar em regime de dedicação integral, como a da Centro Oeste, e a Prof Antonia Eugenia da Sul 3, foram exoneradas do cargo.
Dirigentes que servem apenas como uma MC do governador.Dirigente que gastam e que precisam dar aula para manter sua familia com um mínimo de dignidade como dizem os professores serão plenamente dispensáveis ?
Então o MALUF estava certo, não entendí como foi execrado pela imprensa na época.Não entendí como os professores não acorreram em defesa dele.
Ou será que os professores são a categoria mais ingrata do planeta ?

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized

COMO ASSIM, ASSESSORIA DE IMPRENSA DA SEE, O QUE É FALSO NA POSTAGEM ABAIXO ??

Então a pergunta que não quer calar sobre o comentário postado agora a respeito do post abaixo.
“Assessoria de Imprensa
26/01/2012 às 3:55 pm (Editar)
Sra. Cremilda,
Para que sejam tomadas as devidas providências, notificamos que a informação correspondente a essa postagem é falsa.

Assessoria de Imprensa
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo”

O que é falsa na informação Senhor Secretário:
O senhor não vai sair ? Não recebeu um convite tentador e irrecusável ???
O Fernando Padula não e o Poderoso Chefão ?
O Sr José Benedito não saiu da Coordenação Geral da Cogesp ?
Falso que o senhor saiu de licença médica e dizem que foi por conta de uma cirurgia ???
Que devidas providências o senhor quer que eu tome ???
Se uma Assessoria de Imprensa faz uma afirmaçao e um pedido, ou será uma ameaça assim tão confusa, imagino mesmo como estará a nossa SEE de modo geral.
É o salve-se quem puder ???
Lembrem-se que perguntar não ofende…
cremilda

Comentários desativados em COMO ASSIM, ASSESSORIA DE IMPRENSA DA SEE, O QUE É FALSO NA POSTAGEM ABAIXO ??

Arquivado em Uncategorized

SAIRÁ O NOVO SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO, MAS O PODEROSO CHEFÃO FICA ????????????????????????????.

O Secretário de Educação de São Paulo, prof. Herman saiu de licença médica e os rumores começaram. Diziam que ele não voltaria, que a doença era uma desculpa. Onde tem fumaça tem fogo. Achei mesmo que ele não ficaria, ele volta e agora os rumores da saída dele são outros. Ele recebeu uma proposta irrecusável em todos os aspetos, e vai embora levando consigo o prof. João Palma.
A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, é uma das mais difíceis. A que arrecada bilhões de verba e não tem como fiscalizar. Está nas mãos da corporação dos professores, uma corporação mimada, endeusada, paparicada tida como acima do bem e do mal, nunca fiscalizada. Quando tem punição é uma punição ridícula depois de muitos anos de processos que se arrastam de mesa em mesa.
Nas redes sociais da Internet o Dr. Fernando Padula é chamado até carinhosamente por seus seguidores, de PODEROSO CHEFÃO. Ele fica, então fica tudo como está e não se duvide que está ruim mas pode piorar. Não temos a pretensão que o mudem o Padula da posição de Poderoso Chefão, mas que o Padula mude de posição.Quando piora a parte mais suja, feia e podre fica para os alunos, claro. Respinga no governador, claro que respinga. Esse parece desnorteado.
O professor João Palma já demonstrou por várias vezes que é uma pessoa bem intencionada, mas na SEE boa intenção e capacidade, honestidade de propósitos não é bem vinda.
Temos o exemplo do José Benedito que era um Coordenador da Cogesp, e está fora também.
As atitudes do Sr. José Benedito como a do Prof. João Palma não agradaram o PODEROSO CHEFÃO ? Teria ele se sentido ameaçado ???
Agradar os pais que pagam o serviço e agradar alunos que usam o serviço, implica em cobrar de quem executa os serviços. Isso o lado ruim que domina a escola pública não quer.
Agora é esperar pelo milagre. Já que esperança é a profissão dos brasileiros..

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

OLHA AÍ A PANELINHA COMO SE FORMA.

Chega a denúncia que merece ser apurada:
Dirigente Regional é uma função complicada, e como é que pode um Dirigente Regional ser Dirigente e professor na mesma região onde ele é dirigente ? Acontece na Região mais carente de São Paulo, o dirigente é da Sul 3.
Ele é professor de uma escola e contrata uma funcionária para trabalhar na Diretoria de Ensino Sul 3 que é parente da diretora onde ele dá aula?
Isso pode, pode se é legal pode. Imoral com certeza e com certeza uma angu desses pode dar caroço, só pode.
Reclamam que ensinar é difícil, ser Dirigente Regional é difícil mas como pode conciliar as duas coisas ao mesmo tempo ???
Ou não é tão difícil, ou ele não vai cumprir nenhuma das duas funções corretamente.
“é sobre o dirigente da sul 3
ele nomeou para cuidar das finanças da diretoria sul 3 uma pessoa (XXXX) que não possue nenhum vinculo com o estado (não é funcionária publica) ele é filha da vice diretora da escola onde ele (dirigente da Sul é professor ou seja ele está agindo de forma irregular nomeando pessoas em troca de favores e ainda mais uma pessoa para ser responsável pelas verbas que ele mesmo pede e que também é destianda para as escolas.”
Então vamos aguardar que a SEE tome alguma medida antes que encaminhemos esta denúncia ao governador e ao Ministério Público.

26 Comentários

Arquivado em Uncategorized

AVERIGUAÇÃO PRELIMINAR, IMPRODUTIVA, CRUEL E INSANA.

Quando uma família faz uma séria denúncia para a Escola Estadual principalmente em São Paulo, a Diretoria de Ensino é avisada, mas nem sempre se forma a famigerada “APURAÇÃO PRELIMINAR”.
A primeira reação normal e comum na diretoria da escola é negar o fato do professor ter cometido um abuso. Normal também nos livros onde se registra a ocorrência os fatos estarem todos distorcidos e contra o aluno.
Anormal e incomum é quando os pais provocam muito e sai a tal “apuração preliminar”. Um procedimento imoral, improdutivo para as partes e cruel para com os supervisores da Diretoria de Ensino responsáveis pela apuração.
Os supervisores encarregados de apurar, são colegas das diretoras das escolas, muitas vezes são até amigas, trabalharam juntas e tem um grande laço de carinho. Dificil para esses supervisores agirem com imparcialidade fazendo valer antes da amizade e do corporativismo, o compromisso profissional.
Quando o caso é muito cabeludo e os supervisores são obrigados a mandar a averiguação preliminar para frente, eles enfrentam o medo. Essa diretora que hoje eles provocam a punição amanhã pode ser uma Dirigente Regional e se vingar delas.
Além disso, depois de todas as barreiras o caso culmina em processo administrativo, leva anos para ser julgado e o aluno em questão ou fica na escola sofrendo todo tipo de represália e vingança ou sai da escola. Normalmente ele não aguenta e sai da escola.Desiste sob livre e expontanea pressão.
Essa situação caótica de impunidade gera a corrupção. Ninguém denuncia…
Os educadores sérios também sofrem junto com os alunos e todo o país padece nesse conflito imoral e na inércia dos gestores sem vontade e coragem de mudar.
Se a escola pública de São Paulo não mudar, o estado não muda e dá os piores exemplos pa ra o país inteiro em prejuízo de todos.
Muda senhor governador.
Muda …

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

ESCLARECIMENTOS AO PROF. EQUIVOCADO.

Normalmente não respondo aos professores de maus bofes, que ofendem e insultam. Alguns muito tolinhos também usam de uma chantagem bem barata quando me desafiam a publicar os comentários deles. Dou risada e não divulgo.
Este aqui me pareceu ponderado até nos equívocos.
Então vou responder tudo na medida do possível:
!-A politica do bônus é cruel mesmo. Uma vez que é para escoar o que sobra da verba. Uma pasta onde sobra quase um bilhão e tem escolas e alunos beirando a miserabilidade é um horror mesmo. Então eles dividem a “sobra” entre os professores num critério nebuloso mesmo. Se sobrou e é do aluno então deve ser devolvido para o aluno.
2-Eleição direta para Diretores de escola é um sonho nosso, bem antigo. O deputado Enio Tatto (PT) um projeto ótimo e não passou. Se a corporação não aceita não passa em lugar nenhum, que a escola ” é dos professores”
3-Acho que a Progressão Continuada não está aí e nunca esteve. Não pegou na escola pelo mesmo motivo do ítem 2.
4- Punição aos pais que não acompanham a vida escolar de seus filhos é a mais dificil de todas. Como fazer se os pais que acompanham a vida escolar de seus filhos, não tem onde reclamar dos professores ( a maioria) que não ensinam nada e maltratam os alunos. São arrogantes e cruéis, prepotentes e são péssimos exemplos sempre ??? Se não tem remédio remediado está. O pai faz que não vê, que
“quem não vê, não sofre”
5- Saresp e Idesp são frequentemente questionados por nós.
6- O problema da escola pública realmente não está atrelado ao salário, já que quem ganha mais é exatamente o professor concursado, inimputável e imexível.
Violência o professor em absoluto não sofre na escola pública. Principalmente na Região de Ribeirão Preto. A única profissão que tem a policia militar para lhes garantir a segurança é a do professor. Ele tem a Ronda Escolar e autorizada pelo governador de SP a adentrar na escola a qualquer hora e em qualquer suspeita ou atitude de insegurança que um aluno apresente.Entra para prender o aluno, supostamente colocando a segurança do professor em risco. A Ronda Escolar atende em questão de minutos.Coisa que não acontece para o povo nas ruas, onde uma ocorrência leva até horas para ser atendida por falta de policiais.
Omissão da família é por conta de não terem onde reclamar então se conformam. Se tivesse uma instância onde pudessem denunciar a escola, garanto que essa instância ia ter sempre muito que fazer e a escola iria enfim entrar nos eixos.
Os maus professores seriam punidos, os educadores poderiam enfim trabalhar em paz e os outros colocariam a sua barbinha de molho, que professor apronta porque pode !
Espero ter respondido todas as perguntas do professor Osmar e eu que me sinto agradecida pela oportunidade.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized