Arquivo do dia: 08/12/2010

Caco Barcelos: da corajosa “Rota 66” à “covarde rota 2010”.

No programa Profissão Repórter (Rede Globo, 07/12/2010), o jornalista Caco Barcellos mostrou como é feito o jornalismo mais covarde no Brasil, aquele que trata nossas crianças como “demoníacas” ao mesmo tempo em que vende o mito da professorinha-santa.
No corajoso livro “Rota 66”, Caco Barcellos mostrou “a história da polícia que mata”.
Na covarde reportagem “Rota 2010”, Caco Barcellos e suas “focas amestradas” assassinaram a verdade e não deram destaque para a violência cotidiana que os alunos sofrem nas escolas públicas brasileiras.

Escola Celso Ramos, em Florianópolis, estado de Santa Catarina.
A rota reportagem começa com o caso de professores que paralisaram as atividades em uma escola de Florianópolis. A diretora teria sido atingida por uma pedrada, uma ovada e um tapa… o agressor seria um aluno…
O fato de nunca ter sido mostrada a “famosa pedra” parece não incomodar o bando de focas do programa Profissão Repórter…
A evasão de alunos, o abandono escolar é tratado com indiferença… Escola com capacidade para 1500 alunos, hoje só tem 380 alunos… e tem professor culpando os proprios alunos por expulsarem seu coleguinhas…
Arrumaram um foca de Porto Alegre para fazer a reportagem em Florianópolis… Ele mostra uma sala com paus, barras de ferro e cacos de vidro, tudo trazido por alunos… Mas o foca não investiga os motivos (reais ou imaginários) pelos quais crianças de 10 anos levam estes materiais para uma escola pública…
Não sabemos o motivo do jornalista Caco Barcellos não ter chamado seu colega jornalista Luiz Carlos Prates, da RBS-TV de Florianópolis, aquele jornalista-fascista que xinga alunos de 5 anos de “criança-demoníaca”, xinga alunos de “bandida”, “maloqueira”, “pivetes” etc. (veja aqui)

Veja a reportagem covarde aqui.

Continua…

São Paulo, 08/12/2010.
Mauro Alves da Silva
Movimento COEP

Comentários desativados em Caco Barcelos: da corajosa “Rota 66” à “covarde rota 2010”.

Arquivado em Bullying, Impunidade, Prêmio IgNóbil de Educação, Professorinha-santa

A COVARDIA DO PROGRAMA PROFISSÃO REPÓRTER, QUE ME ENVERGONHOU. TIVE VERGONHA PELA GLOBO

O Profissão Repórter da Rede Globo, foi babando para demonizar o aluno e responsabiliza-lo pelo fracasso da escola.
Tentou, bem que tentou. Tentou desesperadamente mas mostrou o caso daquela diretora que foi agredida.Ela conta a mesma estória estranha de meses atras. Levou ao mesmo tempo uma pedrada, uma ovada e um tapa na cara. Um caso raro de aluno com boa pontaria, um fenômeno, rs.rs.
O repórter mostrando um pedaço de papel no chão reclamando que foi atingido por uma bolinha de papel.
As escolas vazias, uma classe com uma aluna só.
Na escola de 1500 alunos onde sobravam 280, a diretora “explicou” que 1220 abandonaram a escola por medo dos 280 que ficaram. Pronto !
Tudo certo, a culpa da evasão é do aluno que não se evade….
Que canalhice.!!!!
Os únicos alunos bonzinhos são aqueles do supletivo, que não estudaram no tempo certo mas se acham culpados e acham que a oportunidade de estudar depois de adulto é uma esmola, um presente dos céus, não um dever do estado e um direito deles.
Apesar do esforço titânico da Globo em mostrar alunos demônios e professores santos e vitimas não conseguiu o intento
O professor que diz ter ficado meio gago, por problemas psiquiátricos, com ar de lunático dando aula e fazendo perguntas estranhas.
Ficou claro que para esses professores problemáticos a escola não é o lugar deles, que exercer uma funçao sem ter vocação é torturante. No caso eles torturam.
Uma professora coloca aluno adolescente de castigo diante da classe, para fazer as atividades numa cadeira ao lado da sua. O aluno maior que ela aceita meio envergonhado para mostrar que sempre fica de castigo ali. Fiquei com vergonha junto com ele. Vergonha pela professora, pela Rede Globo e pelo Caco Barcelos, que enfrentou a Rota 66 e não teve medo dela, mas tem medo da corporaçao dos professores.
Uma escola falida com alunos perdidos, onde um professor com 10 alunos frequentando a aula, nem sabe direito se tem 35 ou 40 alunos. Deve ser mais de 40, mas na lista para a escola receber a verba.
Um coisa lamentável
Uma reportágem lamentável, onde ficou francamente claro que aluno está abandonado na escola e na mão de profissionais que não gostam deles. Os poucos que sobreviveram.
Um dos repórteres, mostrou pedaço de vidro e paus dizendo que um pedaço de pau fora encontrado na mao de um aluno e comenta.
Nossa !!! Isto aqui parece uma cadeia, mas com a clara intençao de falar que os alunos são bandidos perigosos
Dona Globo….que fiasco….que coisa mais feia…
Que vergonha, essa emissora deu sua contribuição para destruir a imagem da escola pública e nem conseguir responsabilizar o aluno pelo fracasso da escola, mas bem que tentou….

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized